segunda-feira, junho 19, 2006

Assim !

Plenitude de um sentimento único,
Que gosto de sentir;
Que gosto que sintas!

Sintas este sentimento,
Com a intensidade de um invisível fogo de luz,
Que ilumine em complemento,
A tua alma;
O teu coração;
O teu ser;
A tua vida!

Sentir a tua presença,
Em toda a intensidade e extensão do momento,
Como uma ponte para uma vida feliz,
Está no meu dia,
Como o prazer de viver o próprio dia,
Com toda a minha força,
De pensamento e de vida.

Estar perante o teu rosto,
Ouvir o teu olhar,
Tocar o teu sorriso,
São coisas que me fazem acreditar,
Sonhar com o momento presente,
E olhar-te,
E afastar-me contigo,
Do momento;
Do dia;
Do século.

Sou intensidade extensiva do meu Eu;
Do nosso Eu!,
E como tudo,
Que durante um sonho acordado no imaginário,
Presenciei,
Vejo em ti,
O encontro com a vista sobre o horizonte,
Com um céu de nuvens dispersas,
E sol brilhante.

Tenho-te em mim,
E gosto de te ter!
Gosto de ti,
E gosto desse gostar!
Tenho-te perto de mim,
E tudo o que quero é saber olhar-te,
Saber falar-te,
Saber ter-te presente,
Como forma de conseguir a tua presença!

Com os meus sentidos e pensamento,
Consigo a tua presença na distância,
Consigo encontrar-te na solidão,
De um entardecer de multidão,
No espelhar de mim,
No reflexo da minha própria expressão,
Física e psicológica!

E no âmbito desta nossa relação,
Desejo a tua cada vez mais presença,
No meu dia a dia;
No meu ser;
No meu viver!
Pois isso me agrada,
E me dá um profundo prazer,
No teu existir no meu ser!

10 comentários:

Brain disse...

Bom dia a todos!

Após uma semana de férias e porque o retorno é sempre "complicado", procurei mais um dos meus escritos antigos, e encontrei este que é TÃO actual.

Espero que gostem.

Cumprimentos a todos,
e uma BOA SEMANA!

rosadosventos disse...

...Quando o querer não cabe e estoura com as costuras do SER, porque não sabemos como abarcar e conter no nosso coração tanto AMOR, por maior e generoso que aquele seja... morrer de paixão e ter a esperança de reanimar pelo condão da razão... Beijo colorido também para ti, arcoiris.
Boa semana para todos. Brain: energia para a retoma!

wife disse...

Hum...
Onde é que eu já vi isto?
Tão actual...
Tão bom...

Beijos
Tua

Flôr disse...

E depois,digo-me:Porque mentes Isa?
Estás bem,não queres ninguém...
"o tanas",nem sabes o que queres,mas assim estaria bem...
Olha ,Feliz por todos voz que tem como resposta ao dizer "Meu Amor,Meu Anjo",um gesto ou sorriso com rosto.
Que envolvente tão delíciosa.

Flôr disse...

"voz"...era para dar intensidade ao "Meu Amor" :) todos vós.

Andarilhus disse...

Isto está pelo limbo do sono. Que tal um outro tipo de Amor (sem desmerecer o que inaugurou este post). Letra de um jovem que já foi promessa...

"Aquele que...

No berço da nua terra erudida
Desponta a anónima flor do Homem.
No horizonte acende-se um original sol acolhedor,
Assinala a madrugada da redenção do amor!

A fúria do parto irrompe em torrente de aguas mansas,
Para célere afogamento do leito de cascalho dos corações secos.
Da humilde manjedoura rebentam as raízes da imponente arvore frondosa,
Abrigo e refúgio de todas os espíritos cansados e famintos.

Alguém chega para dar o sinal de partida
Da epopeia pela mais bela rota do universo sagrado da alma.
Alguém declara guerra para justificar a paz
Entre consciências adormecidas no torpor do egoísmo.

Um singular carpinteiro talha com a precisão de mestre
A rija matéria da intolerância humana:
Desbasta a madeira bruta, paciente e graciosamente,
Até que do sofrimento faz imergir a obra desejada.

O pescador caminha sobre as aguas, como em exemplar pedestal,
Orientando passos tresmalhados ao encontro das sandálias da virtude.
O pescador lança redes de seda sobre cardume humano,
Inspirando, na sabedoria de suas malhas, a rendida multidão.

Da boca do filósofo transbordam palavras como marés de chuva,
Acolhidas sofregamente pelos pensamentos mais sedentos.
Um orador brilhante irradia as cores da partilha,
Colírios para os olhos fatigados pelo remorso da cobiça...

O arauto do futuro fulmina o presente com exemplos do passado.
Exorta à renovação e anuncia a revolução do amor!
O profeta dos tempos filtra doces visões de esperança,
Cativa e espevita os sentidos da assembleia dos incrédulos.

Um novo político abala o sistema com ideologias humanistas:
Revolta-se contra as desigualdades mundanas e revela a democracia espiritual.
O partido inovador ameaça as instituições corruptas;
Escuda-se com a verdade, investe com a tenacidade da paixão!

O peregrino enfrenta o pântano das inconveniências apoiado no bastão da fé,
Pelos trilhos do destino irriga com suor as raras flores do deserto.
O eremita tentado em dúvida confronta a sombra
Ansioso por revelações que o conduzam ao destino traçado.

A boa-vontade atravessa os portões da cidade eterna.
Serpenteia conformado nos meandros do marginal oásis de oliveiras.
Um condenado abdica da liberdade do corpo,
Empenhando-se, com convicção, pelo retorno de um beijo.

O mártir, humilhado, arrasta-se para o vértice do juízo
Carregando humildade e sofrendo a dor alheia.
O carpinteiro morre enfim, feliz, no madeiro a que dera forma,
Como o castor, preso na sua obra, sufoca após trasbordante cheia...

MCMXC
J. Pópulo

... se lhe seguissemos o exemplo, como tudo poderia ser melhor...
"(º0º)"

Flôr disse...

Que dor no peito,a ler-te Andarilhus!
Não por angústia,mas uma sensação de tal pequenez...
Orgulhosa,por ler os vossos comentários.A riqueza de cada um,dará ao outro mais força e coragem para seguir!
Obrigada destino,por este encontro!
Obrigada Brain,pelo teu Taradisses.

Brain disse...

Andarilhus: Bem vindo a este espaço e obrigado por TÃO GRANDE contributo.
Espero que continues por cá.

Wife: Beijos retribuídos.

RdV: Costumo dizer que "as palavras nem sempre são complemento", mas estas tuas... Fantástico!

Flôr: Cada qual tem a sua realidade com todos os seus prós e os seus contras.
A minha, não tem necessariamente que ser melhor que a tua. Será concerteza diferente, mas isso, são todas. Tu tens 2 pólos de felicidade permanente e isso... faz a GRANDE diferença!
E no fundo... no fundo, para sermos felizes necessitamos em primeiro lugar de nós próprios e quando temos 2 extensões de nós, então, a felicidade é garantida!

Papoila: Que é feito de ti hoje?

A todos:
Escrevi isto, em 1987 para a que é hoje minha esposa.
No entanto, agora que o releio, sinto que este texto se pode aplicar a todas as relações, desde que sejam honestas e sinceras, não apenas a relações de carácter amoroso.

Qual a vossa opinião sobre isto?

Putty Cat disse...

Bom dia

Concordo com o que tu dizes, Brain.
Pode ser aplicado a outras relações como as de amizade!
No entanto, a plenitude das relações por vezes, fica dificil de atingir.
Há sempre algo que "estraga tudo".
E ontem mesmo, tive a prova disso, infelizmente.

beijos a todos(as)

Flôr disse...

Bom dia,
Passei antes de me envolver na pappelada,para vos sentir ,para me reforçar.
Penso que esta semana,estou "pobre" de palavras de conversa.
Estou baralhada,um pouco "desviada".Não me sinto no trilho,mas não estou preocupado.Penso ser simplesmente um desvio,derivado dum leque de emoções que me faz equacionar,coisas e coisas.
Agora começo a ser diferente,quando um pouco desviada,recorro ao silêncio das coisas ,para perceber o sentido das mesmas!
Tenham um bom dia!