quinta-feira, junho 01, 2006

Dia Mundial da Criança

Neste dia, eu recordo.
E eu lembro-me de ser criança.

A primeira coisa que me lembro,
São os dias “eternos”.

Mas também me lembro,
Dos carinhos dos meus pais,
Do verão,
Dos meses de calor,
Dos dias inteiros de praia,
Dos natais em família,
Das férias na aldeia,
Dos dias de colégio,
Das colecções de cromos,
Dos lanches vendidos
para comprar rebuçados
e depois distribuí-los pelos amigos.

Lembro-me também da “pressa”.
Da pressa de crescer,
Da pressa de chegar aos locais,
Da pressa de chegar a hora de qualquer coisa,
Da pressa de chegar as férias,
Da pressa de chegar o natal,
Da pressa de chegar o dia do aniversário,
Da pressa…

Noutra perspectiva,
Também me lembro,
Da despreocupação,
Da alegria “fácil”,
No fundo, da inocência.

Eu gostei de ser criança,
Gostei dos meus dias de “menino”.

Como as coisas mudam…
Como nós mudamos ao longo do processo
A que chamamos “crescer”.
E por vezes,
Crescemos demais.
Crescemos rápido demais.

Longe vão os dias em que
O tempo demorava a passar.
Longe vão os dias em que
Tudo era bonito,
Tudo era calmo,
Tudo podia “ser nosso”.

Hoje tenho uma filha,
Tenho um sorriso simples
de um gostar puro e sincero,
Tenho um beijinho e um abraço
De uns bracinhos que apertam
Não sabendo a força que me dão.

Hoje tenho uma filha,
E ainda hoje,
Me comove a lembrança dos dias em que:
Soube que ela já “existia”,
E em que ela nasceu.

Hoje,
Choro todas as crianças,
Que por esse mundo,
Não têm as condições que merecem,
E dos respectivos pais,
Que sofrem por não lhas poder proporcionar.

Hoje,
Choro todas as crianças,
Que por esse mundo,
O mundo que os adultos fazem,
Não sabem o que é ser criança,
Como eu soube,
Como tento que a minha filha saiba,
E como gostaria que todas,
Soubessem o que é sê-lo.

Hoje,
Gostaria que fosse possível,
Fazer chegar a todas as crianças do mundo,
Um beijo sentido,
E um abraço forte,
Como gosto de fazer a todos
Os que me são queridos.
Porque para as crianças,
Não existe credo nem cor,
Não existe raça nem nacionalidade,
Tal como eu gostaria,
Que assim fosse,
Entre “nós”,
Os “ex-crianças” deste mundo.

E quem não se lembra o que foi ser criança,
Faça um exercício de lembrança e reflexão,
Lembrem-se tanto do que mais gostaram
Como do oposto,
E tentem,
Senão com os restantes adultos,
Pelo menos com as crianças,
Levar a cabo a velha máxima de:
“Não faças aos outros aquilo,
Que não gostarias que te fizessem a ti.”

Um beijo a todas as crianças,
E um aplauso a todos quanto souberam,
Guardar dentro de si,
A criança que outrora foram.

Um beijo aos meus pais,
Um beijo para a minha filha,
E um beijo,
Muito Muito Especial,
Para aquela que,
Possibilitou que o meu mais íntimo e maior sonho,
(o de ser pai)
Se tornasse realidade.

37 comentários:

Flôr disse...

Um beijo.
A última parte do que escreves,são palavras que que doíem na alma,por nunca me terem sido ditas.
Ser Mão-Uma criança-Uma família.
A felicidade,na sua primeira célula,o núcleo familiar

Flôr disse...

"ser Mãe...."
Aproveito:
Agradeço,ser a jarra das mais belas flores.Rafael e Afonso.Para vós meus filhos o amor e carinho da mão Belita.
A ti Papoila,um beijo para Sol e Lua.
Brian,um beijo para a tua nina.

Brain disse...

Pois é Flôr,

E tu agora, referiste aquilo que me faz invejar as mulheres: O facto de poderem ser Mães.
A possibilidade de gerar um ser, de poder ser seu alimento.

Como vos invejo, mulheres!
Como vos invejo!

Parabéns a todas as mães e a todas quantas o desejam ser.

Wife disse...

Só de ti poderia vir esta homenagem fantástica a todas as crianças do mundo
à nossa fofinha
e a mim
como criança que ainda me sinto
e como Mãe, que pude contribuir para aumentar a felicidade
deste nosso mundo e aumentar a tua própria felicidade, pois sei que contribui para realizar o teu maior desejo
o de ser Pai

Beijos para o melhor Pai do Mundo

papoila disse...

pronto!!!! querem comover-me, que eu chore!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
beijocas, trengos!!!

Flôr disse...

A título de despedida.
Amigos deste espaço,pessoas presentes nos meus dias.
Neste dia,oferecemos aos meninos,eu e o pai,um jantar e umas horas de sol e brincadeira.
Vou deixar os papeis,o lápis e calculadora.Colocarei os chinelos,o sorriso e o brilho nos olhos.Serei uma menina,ao lado dos meninos.Hoje aprenderei com eles a ser uma criança.
Beijo para vocês.

Putty Cat disse...

olá a todos!

Desculpem o meu comentário tardio, mas tenho andado "às voltas" com o trabalho.

"Dia Mundial da Criança".
Acho este dia dia ridiculo. E sabem porquê?
Este dia faz a diferença no dia-a-dia de alguma criança?
Já repararam que escolhem sempre este dia para passarem reportagens na tv de crianças escravizadas, desnutridas, etc, etc?
Então, digam-me qual é o sentido deste dia!
Não é suposto o dia da criança ser TODOS OS DIAS?
Enfim, é mais um dia hipócrita que a sociedade mundial criou.
Só gostava de saber se todas as crianças chegam a saber que HOJE é o dia delas....

Putty Cat disse...

Desculpem a sinceridade, mas é assim que eu penso. É assim que me revolto com esta sociedade plastificada.

Beijo a todos,

PCat

Brain disse...

Putty,

Porque é que existem os "Live aid", e outros eventos?
Porque é que não podem existir dias como estes?
Claro que deveriam ser todos os dias, mas infelizmente NÃO SÃO.
E por isso mesmo, acho bom que eles existam, para que pelo menos nestes dias, "o mundo" se lembre de "algumas coisas".
Se no final isso serve de alguma coisa... não sei, mas gosto de acreditar que sim.

Putty Cat disse...

Querido Brain

Dias como este, não fazem diferença nenhuma...
Eu (ainda) não tenho filhos. E espero que a Natureza me conceda esse desejo.
Mas o dia da criança, para as "nossas" crianças, é mais um dia de brincadeira, passeios, prendas, etc, etc. E é bom para elas. Eu sei.
O que eu não consigo deixar de pensar, é em todas as outras que nunca conheceram o sabor de uma brincadeira ou de de um brinquedo.

E com isto finalizo os meus comentários dedicados a este dia.

PCat

Brain disse...

Putty,

Parece que afinal não estamos com pensamentos tão diferentes assim, não é?

Beijo.

Kitty disse...

Putty cat
estou "chocada" com as tuas palavras
Pela tua ordem de ideias, não deveria existir nenhum dia dedicado a algo, isto é, para quê o dia da criança, o dia da mãe, do pai, o natal, o s. joão, o dia dos namorados, o aniversário de casamento, etc, etc....
A vida é feita de pormenores, de lembranças, de dias especiais. Todos os dias deveriam ser da criança, da mãe, do pai e natal, não é sempre o que dizem? Mas sabe bem ter a familia reunida no natal, receber uma flor no dia dos namorados, uma prenda no aniversário de casamento! Se esses dias passarem ao lado, com o ritmo frenético do nosso dia a dia, então ninguém nunca se lembra especialmente de nada. Os dias especiais, são mesmo para o serem. A minha filha apesar de brincar muito todos os dias, hoje vai ter um dia especial, porque quando chegar a casa, vai ter um beijo mais sentido e um abraço mais apertado.
Porque para além de todos os outros, Hoje é o dia dela.

papoila disse...

bom dia!!!!!!!!

Flôr disse...

Bom dia,
Putty Cat...Legítimo,uma "revolta" exteriorizada.Cosméticas comerciais para estes dias,onde tudo que se vai comprando é representativo desta ou daquela data.No fundo,tu querias um Mundo diferente!E quem não queria.
Os ricos,os pobres!A fome,o desperrdício.Mas parace,que as coisas não voltam atrás.
E se em vez de comentar-mos a hipócrizia dos dias,fizessemos a diferença.
Para mim,que tenho dois filhos e sou separada,fiz um dia de família.
Alimentei o bem estar de duas crianças ,que também sofrem as mudanças impostas pela vida.
Permite-me,és tão querida,tens conteúdo...como deixaste apenas vir ao de cima a parte menos boa das coisas.
Neste dia,e pensando no ontem,façamos a diferença em cada um de nós.
E se infeleizmente,não temos todos as mesmas oportunidades;quem as tem que as saboreie e dê a saborear!

Brain disse...

Flôr,

Subscrevo a 100% este teu último comentário.

Brain disse...

KITTY !!!!!!!!

É com muito agrado que vejo que estás de volta!

Beijo especial para ti.

Brain disse...

Papoila,

Bom dia!
Então esse abraço ontem?

Flôr disse...

Papoila,
Deixa-me errar...
A ideia estava lá a acçao faltou!
???
Esta nina,é tão especial.Busca em si,o "consolo"!!
O "pau de dois bicos",aparece quase sempre.
Sabes que tenho,muita presença dos pais na minha vida,muita protecção,alguma "asfixia",e problemas de acção.Que se traduzem sempre,em silêncios e expresões de "Rebeldia fora de época".
E depois a minha tristeza,dos meus,aqueles que me conhecem ,não me entenderes!E perco o chão e fico sem rumo...
Reverso...talvez mais o teu caso...Muita liberdade,menos ou nenhuma "asfixia".Depois o normal,se não "te veem,não te sentem"..Miquitas entendes,o que digo?
Qual o melhor?Talvez a situaçao mediana,mas ...
Papoila,mesmo assim,vou ao colo da mami.E quando tenho muita dificuldade ,escrevo-lhe.Depois o nosso encontro de olhares,sela-se com umas lágrimas !!!
Amo esta Lurdes,que por vezes tanto "maltrato".
Sabes que é nela que descarrego sem aviso,todo o peso que me caí.
Involuntáriamente,acho que como pilar,aguenta tudo...e esqueço -me de explicar que preciso da ajuda,que não aguento sozinha.
Ainda mantenho a ideia,que o que temos sempre certo é o apoio incondicional do núcleo família.
E devo dizer-vos,a minha mami e a Mimi,são dois elementos sem os quais,não serei um EU completo.
Beijo

papoila disse...

ficam-se umas horitas fora daqui e o número de comentários aumenta... que manhã... e que tarde vou ter...

abraço de ontem? brian? que abraço?... não sei de nada, não vi nada, não me disseram nada...:)))

é algo enraizado na minha familia: demonstrações de carinho praticamente não existem.

já conversei,já abracei, já chorei, já berrei, já lhe escrevi. nunca tive resultados.

o que me chega aos ouvidos é que ela tem consciência disso. diz uma tia minha, á filha, que por sua vez me disse: "A Celeste (ela) diz-me várias vezes, que embora a veja chorar (a mim), não consegue se levantar da cadeira ou dar uns passos para a abraçar."

É a vida! Um dia disseram-me: sabes o que tu precisas? Vai para casa e deita-te no colo da tua mãe e chora. Acham que eu fiz isto? Nem pensar! Principalmente porque vinha atrás um roll de perguntas às quais eu naquele momento não podia responder.

Ontem fizeram-me "chorar" com as vossas palavras. Hoje, acreditem, escrevo isto com a maior tranquilidade possível. É assim o meu ambiente familiar, sempre foi, desde criança. Não me estou a lamentar. É a minha realidade.

Aliás devo confirmar o que o Brain disse. Hoje ela da-me um apoio sem o qual eu teria muitas dificuldades. Digo isso a toda agente, sem ela a minha vida seria muito complicada. No fundo acho que até abuso e nem olho à idade que também nela vai passando. Sei hoje, porque tenho as minhas meninas, o quanto ela me ama.

O que falta é o colo sem perguntas, sem questões.

Não se pode ter tudo na via. E eu em relação a ela sei que no que precisar ela está lá e sempre vai estar.

beijocas.

comprometo-me perante vós a tentar no dia-a-dia uma maior aproximação.(ficam mais satisfeitos??!!:)) )

Agora boas noticias: ontem levei-a a ela e às minha meninas ao tereno onde vou contruir a MINHA casa. Já lá tem os contadores para a luz e água!!! aos bocadinhos a minha casa, o meu lar, o meu cantinho, só meu e das minhas gatas, está a crescer...

(vou almoçar)

Putty Cat disse...

Kitty

Se estás chocada com as minhas palavras, não o deverias estar.
ChOca-te com o que se passa no Mundo.
As minhas palavras, sentimentos, ideais, e revoltas, são tão insignificantes, perante, por exemplo, as crianças de 6 e 7 anos que fazem as bolas de futebol para o Mundial, em troca de migalhas para toda uma familia.
Não achas isso chocante?

Aconselho-te a ler NOVAMENTE o meu post.
Eu não me refiro às "nossas crianças". O dia delas, É TODOS OS DIAS.

Pergunto-te: achas que as "outras crianças" que referi, tiveram um dia "melhor", apenas ontem ser "o dia delas"?
Olha, aparecem na televisão, mas infelizmente pelo pior motivo de todos.

Putty Cat disse...

Brain,

Acho mesmo que estamos com pensamentos diferentes.

Kitty disse...

Putty Cat

Ontem, pelo simples facto de ser o dia da criança, várias pessoas neste blog, falaram delas. Inclusivé, aquelas a que te referes, que infelizmente todos conhecemos, foram lembradas. Afinal este dia serviu, pelo menos para isso.

Putty Cat disse...

"foram lembradas".

É mesmo aí que eu quero chegar...

Putty Cat disse...

Olá Flor

Tens razão. Deixei vir ao de cima a parte menos boa "da coisa".
Mas a revolta também nunca vem das coisas boas, não é?
Eu sou uma revoltada por Natureza e questiono sempre tudo e todos.
Daí os meus constantes estados de espirito divergentes.
E hoje sinto uma revolta gigantesca dentro do peito.
Não sou melhor nem pior do que ninguém, mas é assim que eu sou, e gosto de partilhar TODOS (ok, nem todos, confesso) os meus sentimentos.

E fico contente, por algumas pessoas me "ouvirem", como tu.

Obrigada e um beijo para ti.

PCat

Flôr disse...

Putty cat!
Desculpa o atrevimento,
No proximo fsemana não queres ler-me um escrito teu,em Serralves,ou à beira mar?
Ou ires à feira do livro comigo.
Pareces-me um aquario,com àgua turba,onde lindos peixes habitam.
Será que esta Flôr.aquariana de signo,será uma pessoa indicada para ajudar a refrescar esse habitat.
Sinto-te "tensa".
Nina,calma!
Respira,fecha os olhos e coloca-te junto ao mar,corre no campo.
Neste momento,sugiro:
Coloca o nosso colar de malmequeres!
Um beijo para ti.

Putty Cat disse...

Flor!

Bem, então já fazemos uma dupla aquariana! Eu também sou!
O melhor signo do mundo!!! ;)

Mas este aquário, anda um pouco turvo, hoje.
Qto ao convite, quem sabe!
Quem sabe um dia não nos encontramos todos?

ps: acabei de pôr o colar. Vamos lá ver se a tarde, pelo menos, corre melhor do que a manhã.

Obrigada!

PCat

Flôr disse...

Não sei como ficará o meu tempo,durante a tarde.
Antes de retomar racíocinios e calculos,falo um pouco convosco.
Faz uma semana que permanece ,várias e diariamente,conversas entre nós.
Sinto ter encontrado,não direi um porto;talvez prefira a estação.
Cada linha,me leva a destinos ,e dentro deles todos temos diferentes paragens.
Certo que os nossos olhos,fazem a diferença do que vemos!A nossa vida,fará ea diferença do que sentimos!
Encontrei aqui ,alguém que me ouve,entende,e me ajuda a seguir.
Dificilmente partirei viagem de regresso.
A ti Papoila,obrigado por me trazeres até este espaço que o Brain,nos cede.
A ti Brain,um elogio,à pessoa que te revelas.A tua partilha e entrega,faz-te muito especial.
Nunca deixes essas "heranças" de carinho de presença.Penso,que terás tudo para saber ser e fazer os outros Felizes.
E se "por trás de um grande homem ,está sempre uma grande mulher!"Brain Wife,parabéns.
Ser merecedora de tudo isto,deve indicar o tipo de pessoa que és.
Putty Cat,aqui ,e no teu espaço falo também para ti.
Gosto de vocês,e são os mais recentes amigos.Duma Flôr que tem cada vez mais perfume.Obrigada,por terem tratado deste meu canteiro.
Orgulho-me dos comentários lidos,do número de traco de palavras.E sinto-me muito feliz,pelo Brain estar a despertar o gosto que tenho pela escrita.
Coisas tão adormecidas...que despertam a cada dia.
Um beijo com carinho para todos vós.

Flôr disse...

Peço desculpa ,pelos erros,pela escrita atrapalhada(fuga ao boss).
Com mais um tempo,prometo serei mais cuidada.
:))

Brain disse...

Flôr,

Agradeço em primeiro lugar, as tuas palavras de "avaliação" sobre mim. Não irei tecer nenhum comentário sobre elas, porque por vezes, as palavras não são "complemento".

De seguida, digo-te que criar e manter este "espaço" é algo que faço com MUITO prazer.

E foi com igual prazer, que te vi chegar de "rompante" e te vi permanecer por cá, com todo o contributo que trouxeste contigo.

Um espaço deste tipo, só faz sentido se fôr partilhado. Partilhado tanto em conteúdo, como em ideias e sentimentos, e tu sem dúvida, foste uma das pessoas que mais contribuiu para isso, pelo que te agradeço.

E espero continuar a merecer da parte de todas(os) quanto participam aqui, a continuidade da vossa presença, fazendo com que este espeço não seja algo meu, mas sim nosso.

E porque o meu dia de hoje está um bocado "torto" no que respeita a trabalho e não sei se terei oportunidade de cá voltar,

Beijo a todas,
E um bom fim de semana.

Brain disse...

Papoila,

Gostei de ler o teu post de hoje.
Revelas aquilo que és: uma pessoa com os "pés na terra" e consciente da sua realidade.

Faz é com que a tua atitude relativamente a tudo o demais seja como a que tiveste hoje: calma, analítica e sem "dramas", porque com essa leveza de agir, de certeza que conseguirás uma vida mais tranquila, que, diga-se em abono da verdade, há muito que a vais merecendo.

Beijo.

Brain disse...

Kitty,

Estou a ver que estás "realmente de volta".

Que bom.
Fico feliz com isso.

Beijo

Brain disse...

Putty,

As revoltas são boas, se levadas com sentido positivista.
Deixa que as tuas revoltas sirvam para que faças por alterar aquilo contra o que te revoltas, e não deixes que elas te tornem numa pessoa "amarga", por que tu, vales bem mais do que isso, mereces bem mais do que isso, mas acima de tudo, ÉS BEM MAIS DO QUE ISSO.

Beijo.

Putty Cat disse...

Brain

Eu não sou uma pessoa "amarga".
Prefiro dizer que tenho um "bom tempero".
Sal, vinagre, pimenta, algum piri-piri, etc, etc.
Só que às vezes, exagero num ou outro condimento, e a coisa desiquilibra-se, como ontem à noite, como hoje de manhã.

Brain disse...

Putty,

Estaria louco se dissesse que eras uma pessoa amarga!
Longe de mim tal, muito longe!
O que eu fiz, foi lançar-te um repto para que tu própria, não permitas que te venhas a TORNAR numa pessoa "amarga" no futuro - é BEM diferente.

Gosto de ti assim, como és agora.

Já que estamos numa de "condimentos", carrega mais no açucar! ;)

Beijo.

Putty Cat disse...

Ah, pronto. Estou esclarecida, amigo.

Mas não te preocupes, só sou amarga para alguns ;)

Mas o açucar, também não é para todos!
Além disso, corro o risco de me tornar diabética...

papoila disse...

35 comentários?!!! cheguei aqui e vi: 35!!!! parabéns!!!

putty: deixa-me que te diga uma coisa. todo o tipo de tempero é bem vindo desde que seja bem doseado... por vezes sal, vinagre, pimenta, algum piri-piri seguidos de um sedoso chocolate preto...hummmm também sabe bem, não é?

brain: obrigada.

beijos e bom fds


bom fds para todos

Flôr disse...

Bom dia,
"Bate leve ,levemente como quem chama por mim..."
Amigos,um "bater",me prendeu durante dois dias de pausa,e hoje não iniciei o trabaçho sem vir falar-vos.
A nossa partilha,deixa-me com força e os dias onde se fala de vida,são um compêndio valioso,para quem busca ouvidos,olhos e sentimentos comuns.
Quando não tenho as vossas palavras,tenho o som delas!
E é tão importante dar-lhe eco,que Brain,não deixo de transmitir o que senti neste "canto" que tu fizeste para o encontro de quem nunca se quis perder!
O dia ,para os compromissos que tenho e talvez pequeno,mas teria de estar convosco para a tranquilidade que preciso,fiacr reafirmada.
A todos,um bom dia.e muita energia para mais uma semana.Mias tarde partilharei outras coisas.Ontem,tive o privilégio de ouvir falar um HOMEM de Arouca,sobre determinado rio,sobre as gente.E deliciei-me quando ,frente a mim,ouvi a alma de alguem,apaixonado pela terra,pelo seu trabalho,e,ao dispor para ensinar o que sabe.
Neste rio,de correr de dias,de tristezas que teimam eu tirar o brilho ao sol...apareces TU!
Brain,tal como ele ,foste um HOMEM desconhecido,que apareceu ,e fala com Alma e à alma das coisas que para todos vão acontecendo.Esse somar de horas de dias,de sentimentos,ganhas e perdas,a que se chama VIDA.
UM beijo a todos.