terça-feira, junho 13, 2006

Voo do meu Sentir

No lúgrube do meu ser,
Uma luz nasceu!
Atingido pelo foco do teu beijo,
O meu ser despertou numa ânsia de vida,
Numa ânsia de amor,
Amor verdadeiro,
Amor puro,
O teu amor!

Olhando o teu rosto,
Sinto uma brisa de pensamento,
Que me varre o coração,
Aquece o sentimento,
Acende o desejo,
Me mostra,
E que tenta dizer-te,
Que o querer é mais do que o poder,
E que o desejar é mais do que o fazer,
Mas que no entanto,
No interior de ti,
Encontro a profundeza de mim,
No calor de ti,
O amor de mim,
No amor de ti,
O amar de mim!

No desejo da tua vida,
O meu ser tenta ser muito mais,
Tenta alcançar muito mais longe,
Tenta dizer-te o tudo de um amor,
Tenta fazer-me sentir o todo de um amar,
Tenta mostrar-te as ondas do meu calmo mar,
Que ao sabor da tua corrente vive,
Que nas ondas do teu pensamento coloca o seu barco,
E que no balançar do teu desejo vai à deriva,
Tentando,
Encontrar o olhar,
Remar ao sabor da tua maré,
Remar à harmonia do teu ser mar,
À calma do meu ser porto,
Ao cais do meu ser pensamento,
Perante o imenso do teu ser amor!

E como uma gaivota,
Voar livre pelo teu céu ser,
De encontro à tua montanha mulher,
Do teu verde campo sentimento,
Do teu lago pensamento,
Num esvoaçar leve de um amar,
Com todo o peso de um gostar,
Em que todas as penas encontram um para sempre voar,
Num teu ser sempre nela existir,
Para que o voar possa nunca findar,
E no teu ser repercutir,
Todo o voo do meu sentir!

66 comentários:

Brain disse...

Olá a todos.

Rosa dos Ventos: sê bem vindo (estou certo não estou?) a este espaço. Fala partilha e "goza" com as tuas e as nossas palavras.

Papoila: vejo que tens uma boa memória , e que recordas algumas coisas que falamos há já algum tempo.

Flôr: Vocês têm se "arranjado" muito bem "sem mim". Continua.

A todos os restantes: Olá.

Como sabem estou de férias e hoje vim até cá a ver como "andava tudo".
Dentro do espírito do que aqui foi falado, decidi partilhar com vocês, algo que escrevi em Novembro/1987.
Espero que gostem.

Beijo a todas e um cumprimento especial ao novo membro.

rosadosventos disse...

Brain, faço vénia ao teu cumprimento e atenção. Retribuo.
Um bom ano o de 1987! Então, também já escrevia os rumores que me calcorreavam a alma, nos meus 4 ventos. Arrisco levantar a cortina?! Sim!

“Em nome de um amor sem nome

Abafado o grito inaudível,
Camuflados os gestos invisíveis.
Negada a atitude impossível,
Reprimidos os desejos inconcebíveis...

Pranta o coração jamais saciável
Pelo alinhavar instituído da emoção:
Exige a revogação do preconceito social;
Demanda a liberdade da sua razão!

Concebe novas formas, novos ritos
Para o seu cerimonial estruturante.
Desenha quadros nunca inscritos
Na memória colectiva, que a civilização garante.

Mesmo aliado à força, à vontade, à arte, ao engenho,
No seu esforço mais dilatado,
Sinto-me impotente, não tenho
Rumo nem salvação para tamanho querer exacerbado:

“Como retribuir ao amor por uma sereia sentido,
Como amar uma deusa, com paixão,
Se tal não nos é permitido
Pelas leis mortais da humana criação?!...”

Ainda se aguarda por palavras que o definam,
Exaspera-se pelo seu significado verbal.
Esperança-se que o acolham e determinem
O nome de um amor sem nome...
... tão próximo do original!”

Hoje o dia nasceu triste, apesar de símbolo de orientação, sinto-me algo desencontrado com a minha realidade. Não consigo – ainda – entender cabalmente o brilho da minha estrela. Mas, sobre isso, vou escrever para outro sítio.
Bom dia para todos.

papoila disse...

bem!!!! parabéns aos dois... "letras" não é o meu forte.

brain: eu tenho uma óptima memória. boa demais... e por vezes inconveniente.

espero que as férias estejam a correr bem.

1987, bom ano. tinha por companhia uma pessoa muito especial que ainda hoje permanece ligado a mim de um forma muito forte e muito intima. é uma pessoa linda!!!!

rosadosventos, retomando o assunto de ontem. a minha nave neste momento está na oficina a fazer uma revisão geral. depois de tantos acidentes numa só viagem tenho que garantir que ela fica preparada para um próxima. quantos menos acidentes melhor, pois sei que eles existem sempre.
por vezes lanço pequenos caças para fazer reconhecimento, nada mais...

quanto ao facto de sermos capazes de perceber as nossas estrelas... isso é muito complicado, mas por isso mesmo um belo desafio. há pequenos desencontros, bem limitados no tempo que duram, que só ajudam a conhecermo-nos melhor...

estou a falar de cor, mas se escrevias assim em 1987, concluo que tb deves ter algunas aninhos de experiência, sendo assim apenas quero dizer que todas as segundas, terceiras, quartas, ..., oportunidades devem agarradas e VIVIDAS...

beijocas

Putty Cat disse...

Hoje, estou como o tempo. Feio, escuro, tempestuoso.
Hoje, assemelho-me a um cabo das tormentas, com um mostrengo a pairar sobre mim.
Se ao menos aliviasse os meus pensamentos...

Flôr disse...

Bom dia,
Sou tão pequenita nas expressoes perto de vós!
Tenho emotividade excessiva,mas essa arte de bem escrever,passa bem ao lado.
Ao ler Rosa dos Ventos,quase o colo aos escritos de uma pessoa relativamente nova nas minhas amizades.Tanta gente a sentir ,e a saber exprimir isso.A ter capacidade de partilha e a apaziguar ventos revoltos dos nossos ciclones!
Que gosto,estar convosco.
Tenham um bom dia!

rosadosventos disse...

Papoila, não lances caças (podem afugentar irremediavelmente); lança simpáticas avionetas de embaixada! Quanto à nave, não a deixes muito tempo no hangar... os ventos da oportunidade podem desmotivar-se.
Todas as estrelas têm o seu brilho próprio. Por vezes, demora a que consigamos adaptar os olhos para lhe captarmos toda a exuberância do seu cintilar. Eu continuo empenhado...
Sim, julgo ser da geração do Brain.
Putty cat, pega nos caças da papoila e abate o monstrengo!
Para aliviar os pensamentos, faz um intervalo nas ideias que te povoam a mente, e tenta pensar em qualquer coisa fantástica em que nunca tenhas pensado... dá largas à imaginação.
Uns quantos rasgões nas nuvens opressoras, para que se vejam alguns raios de sol...

Brain disse...

RdV: "Mas, sobre isso, vou escrever para outro sítio" ?!?!?!!

Esse sítio, é público?

Se sim, partilha-o connosco.

papoila disse...

:))))) tens razão rosadosventos, as avionetas são menos amedrontadoras, mas eu sempre fui assim. esta minha impulsividade dá cabo de muita coisa, afugenta muitos sonhos. vou tentar manter os caças em terra. ou melhor vou da-los à putty...

putty, ontem no fim do dia alguém me acalmou os animos e me fez sentir "medo" e cautela em relação aos meus últimos dias. acordei também como o dia. mas já fiz algo por mim hoje: enfreitei um dos meus fantasmas. correu bem. dia a dia. hora a hora vamos acabando com as nuvens escuras...

diz-nos uma coisa louca que sempre quiseste fazer mas que nunca o fizeste... vá lá...

olá flor.

Flôr disse...

Brain,Rosa dos ventos,vai escrever noutro sítio!No fundo,será,vai falar com a sua estrela.
Tu Rosa dos Ventos,recorrestes à bússola,numa dança de sentimentos.
A organização dos pontos cardeias,teve de adaptar-se,mas que tu fosses orientado,por ti.
Baú do fundo do mar,peróla de uma concha.O norte pode mudar,desde que a rosa dos ventos nunca abandone o coração.
Acho que já te ouvi.E vou adorar ler-te aqui.
Tu também serás capaz de me entender.
Papoila,acho que tens estado muito melhor!Não,amiga,não é "avaliação",é incentivo!
Ouve-te!Segue o teu coração,ouve o eco do teu ser!
Tu só precisas começar por ti,avançar!
De volta,só luz,a estrela vem já de mão dada,contigo!
Não desistas,está perto essa calma que buscas.Com clareza as estrelas brilham durante 24h.
Putty Cat,queria passar ao teu lado para te abanar.
O dia para ti,pode levar-te aos "pesos",a mais um dia complicado.
Mas,este dia é também...
A calma,o ambiente de encontro,a força de estar preso com agrado,a esta cadeira,aos papeis,a um livro.
O dia não está feio,o dia está a pedir que acalmem,que sintam o calor do sol do "ontem",e se preparem para o raio do amanha!

Flôr disse...

"recorreste"
desculpem,tou a escrever...e de repente ,fecha janela.

Putty Cat disse...

papoila

Tenho tanto trabalho a fazer e sem vontade nenhuma...
Sinto-me presa fisica e espiritualmente.
Apetecia-me ir embora, apenas isso.
Não é nenhuma "grande loucura".

Sinceramente, não me lembro de nenhuma loucura que gostaria de fazer, neste momento.

Olha, já vou fazer uma em Outubro: VOU CASAR!

Flôr disse...

Putty Cat,
Desculpa,mas ri-me quando li :"VOU CASAR"!
Parece que o disseste,como fosse uma loucura...vou casar "e seja o que Deus quiser!".
Nina,é tão bom quando pensamos em casar.Amor,mais ou menos(a gosto),projecto pessoal,partilha.
Tanta força!Era capaz de ter derrubado "um muro de Berlim",com tanta força.
Vem do sentimento,de estado próprio dessa fase,da ilusão de tudo...
Hum...alegra-te,prreenche essa cabeça que te puxa para as nuvens carregadas,para tudo que envolve esse dia,e essa mudança.
Todos os dias que te escrevo,tenho atirado "arroz",esse simbolo de felicidade,desse dia que chega bem rápido.
É muito bom ter alguém ao nosso lado.
Eu sei iiso,e nunca tive :)

papoila disse...

conseguiste dar-me um grande abanão...

então, casamento em Outubro! uma linda e doce loucura, putty...

se a encarares como uma loucura que todos os dias te devolve o desafio de a fazeres crescer, acho que estarás no bom caminho.

quanto ao dia de hoje. será que não podes mesmo deixar aí o work parado por uns tempitos e ir lá fora sentir o fresco do dia?

Putty Cat disse...

Florzita, olá

Eu estava a brincar. É claro que estou feliz por casar!

Mas tb te digo que nunca pensei em fazê-lo. É a velha situação...cuspi pró ar e...caiu-me em cima!
neste momento ando às voltas com preparativos...

papoila disse...

putty...desculpa a repetição, mas tens aí uma linda loucura.

acredita! um belo e grande desafio, cheio de coisas boas.. vais ver.. apenas tens que ir alimentando o dia a dia dessa loucura, com pequeninas loucuras...
aquelas que sabem tão bem....

Putty Cat disse...

Sim Papoila.
Não deixa de ser uma loucura! Sobretudo para quem nunca fez questão disso...
Mas o amor tem destas coisas!
Dão-nos a volta à mioleira e lá vamos na onda :)

papoila disse...

isso é que é bom... essas voltas que o amor nos faz dar.

Parabéns!!!

Putty Cat disse...

E já me fez dar muitas e muitas voltas, papoila!

Algumas com curvas e contra-curvas bem perigosas...
Outras bem mais fáceis de contornar...

rosadosventos disse...

Eia! O dia começou escuro e já se vai espreitando um espreguiçar solarengo, hoje, amanhã… nos próximos meses… e o que é o tempo? Uma condição psicológica de espera ou de movimento?
Brain, é público: basta procurar os lugares mais tresmalhados da mente… E já depositei lá o meu sentimento, hoje. Estou mais aliviado… mas não esquecido e conformado.
Flor, é claro que já leste: basta pensares alto! A rosa dos ventos é a antítese do caminhante sem destino. Seguir a vontade do vento é bom, mas solitário. Penso ter encontrado o ponto de referência para não andar ao “dEUS-Dará”. A ver vamos…
Papoila, concentra-te no essencial imediato… por etapas… acabamos por chegar lá. Reduz na atitude beligerante. Deixa para quando for realmente preciso (porque há momentos em que é necessária, de facto).
Casamento?! “vade retro Satanás”! É a minha opinião pessoal… Mas, nunca digas “desta água não beberei…”. Para já, não tenho sede. Concebo outras formas de comunhão para dois seres que entendem partilhar algo essencial: a paixão pela(s) vida(s)!
Putty, parabéns e felicidades. Afinal, tens todos os motivos para espalhar o pensamento e encontrares o sorriso.

Flôr disse...

Hum...muito bem!quem te lê uma vez,e com atenção já mais te perde do ouvido.
As cores desse arcoiris,estão numa paletaque vi.
Enriquecido este espaço.Obrigada a todos.
Brain,acho que tens aqui a prova que todos se sentem bem a desfilar pela frescura dos teus escritos.em cada canteiro,cores e plantas diferentes.Tão rico este espaço de letras e vidas,de melodias alegres e tristes.A nossa canção,tem o fado,e a alegria de quem vive construindo!

gorki disse...

Sou novo nestas situações.Céptico até no que respeita á validade das conversas entre pessoas que não se conhecem. Mas é tanta a "calma" a harmonia de conceitos, a vontade de entreajuda que se tira dos conteúdos deste local de tertúlia que, com a licença de todos, vou tentar ouvir-vos melhor e aprender a partilhar o pouquíssimo de que disponho.
Confesso que estou receoso, por ter a noção de que não tenho a "veia" poética que todos vós denotais nem a desenvoltura literária que muitos de vós demonstram. Tenho os problemas comuns a todos, apesar de me identificar mais com a Papoila que me parece mais pragmática e tendência para o péssimismo que é uma das minhas características. Céptico embora, deixem-me fazer parte do vosso "club".Até breve
abraço

gorki disse...

Permitam-me que agradeça á Flor o ter-me facultado este endereço.É graças a ela que estou a fazer uma experiência inédita na minha já longa vida

Brain disse...

Gorki: Sê bem vindo. Aqui não se pretende quem tenha veia poética. Isso é secundário. O que se pretende, é quem esteja disposto a partilhar com os outros as suas ideias. E isso, qualquer um pode fazê-lo.
Fica por cá, e vai dizendo o que te for parecendo conviniente.

Flôr: Uma vez mais, obrigado pela divulgação. E não só! :)

papoila disse...

oi, bom dia!
bom dia Gorki! bem vindo.
um segredo: eu não tenho veia poética, mas concordo que os textos mais longos que eu escrevo, são escritos de uma forma fluente e "calma". As palavras vão surgindo. talvez por não vos ter frente-a-frente...

beijos e vamos lá trabalhar que isto hoje está complicado..

Putty Cat disse...

Bom Dia.

Dia pós-feriado e pré-fim-de-semana é ruim.

A vontade de nada deixa-nos com o corpo mole e o cérebro a 20%.

Papoila, viste fazer-me companhia neste dia "deserto" de gente!

Bj

rosadosventos disse...

Bom dia... O Ser-Humano tem parte da sua beleza na diversidade. Todos nós temos um lugar específico na paleta de milhões de cores com que pintamos cada indivíduo. Quanto mais cores, mais alegria, mais luz. Seria enfadonho sermos todos exactamente iguais. Qua máquinas daríamos! E, da individualidade de cada um, nascem as reflexões e comportamentos distintos face às vicissitudes da vida, similares e presentes na experiência de todos. É aqui que podemos, eventualmente, partilhar a nossa visão do Mundo e, assim, trocar pistas que podem resultar na solidariedade com o nosso semelhante. Amanhã é Sábado...

arcoiris disse...

Bom dia!
Putty Cat, em dia de pós feriado e pré fim-de-semana a energia deve estar em alta, afinal amanhã voltamos ao merecido descanso!O dia de hoje vai passar rápido!
Papoila: "aquele" beijo, Rosadosventos: indica-nos o norte e
para os restantes: beijinhos também.

Putty Cat disse...

Nada melhor do que ouvir:

The Bitter End

Since we're feeling so anaesthetized
In our comfort zone
Reminds me of the second time
That I followed you home

We're running out of alibis
On the second of May
Reminds me of the summer time
On this winters day

See you at the bitter end
See you at the bitter end

Every step we take that's synchronized
Every broken bone
Reminds me of the second time
That I followed you home

You shower me with lullabies
As you're walking away
Reminds me that it's killing time
On this fateful day

See you at the bitter end
See you at the bitter end
See you at the bitter end
See you at the bitter end

From the time we intercepted
Feels a lot like suicide
Slow and sad, going sadder
Arise a sitting mine

(See you at the bitter end)

I love to see you run around
And i can see you now
Running to me
Arms wide out

(See you at the bitter end)

Reach inside
Come on just gotta reach inside
Heard your cry
Six months time
Six months time
Prepare the end

(See you at the bitter end)

rosadosventos disse...

Olá Putty! Então? sacode o manto da melancolia... Uma sugestão, para alegrares um pouco (nem que seja apenas pelo ritmo!): Shine on, dos House of Love

"In a garden in the house of love,
sitting lonely on a plastic chair

The sun is cruel when he hides away,
I need a sister - I'll just stay

A little girl, a little guy - in a little church or in a school

Little Jesus are you watching me, I'm so young - just eighteen

She, she, she, she Shine On

Shine On

Shine On

In a garden in a house of love, there's nothing real just a coat of arms

I'm not the pleasure that I used to be - so young - just eighteen

She, she, she, she Shine On

Shine On

Shine On

I don't know why I dream this way

The sky is purple and things are right every day

I don't know, it's just this world's so far away

But I won't fight, and I won't hate

Well not today

In a garden in the house of love

Sitting lonely on a plastic chair

The sun is cruel when he hides away

Shine On...

Shine On

Shine On

....and on...and on...

Shine

Shine On

Shine"

Carpe diem!

Putty Cat disse...

Bem, Rosinha
Eu simplesmente AMO essa música e adoro dançá-la! (...adoro dançar e ponto...)

Mas o Bitter End dos Placebo faz-me "explodir" e eu estou mesmo a precisar de expulsar demónios...

And i love it!

rosadosventos disse...

... eu já "dancei" a "Song to say goodbye"...
Agora estou no "shine on"...
...and I ALSO love it!

Putty Cat disse...

[Só para partilhar com vocês...]

Neste Mar,
Onde escuto o silêncio das ondas
E os murmúrios das rochas
Em choros sufocados,
Aqui me sento,
E contemplo.

Ao longe,
O horizonte parece-me tão perto.
E se entreabrir os olhos,
Quase que o consigo tocar
Com um simples toque de dedos.
Se ao menos estivesse assim tão perto…
Se ao menos soubesse como é tocá-lo…

E este nevoeiro,
Que ma ataca a face
Em salpicos temperados
De fins de tarde quentes,
Refresca-me o espírito
E lava-me memórias.
Tal como as ondas que vêm e vão,
Em movimentos ritmados,
Sinto os meus pensamentos da mesma forma:
Vêm e vão em movimentos ondulantes,
Cobertos de Sal.
Talvez purifiquem,
Talvez apazigúem as mazelas
Do coração e dos sentidos.

Flôr disse...

Bom dia,
Putty Cat e Rosa dos ventos,dançar letras...eu estou bem simples... :))cheiro a sardinha e marchas populares,dá bem :))
Gorki,e permite-me "meu"querido gorki,ia perguntar-te :És tu?
Não precisava do segundo comentário.Até isso me alegra como resultado talvez desta viagem magnífica,ondo os companheiros não se igualam,o destino é a Vida e a embarcação ...talvez o SONHO!

Flôr disse...

O Sabor das coisas!
Ontem num programa de feriado,tão simples como ir a casa da mãe com os ninos;um sinal da minha Paz!
Bem,a tranquilidade do espírito é a melhor chave de interpretação das coisas.Entre pequenas tarefas domésticas,que me levam ao tempo da menina da mami,quando a minha vida era ainda um rolo imenso de papel,onde muito haveria para escrever...O sinal do "hoje"!
Ouvi uma voz do meu anjo a dizer-me:"Mãe,anda comigo para cama da avó".
Pedido doce,ao qual cedi de imediato!
E deitados,durante e após a leitura da história,beijos,carinhos,mimo e muito mimo.Não era a dar,muito embora a minha presença era toda ela mimo para aquele Anjo.
Este meu nino,aquece-me tanto o coração.
E parece que o mimo,traz segurança,e o seu olhar brilha,o meu coração explode de alegria imensa.
Oh,dádiva Divina!Ainda não experimentei nada tão Grandioso,como esta doçura de ser MÃE!
Desculpem,mas a minha energia aumentou e apetece-me partilhar.

rosadosventos disse...

Flor, parabéns... já percebeste que, mesmo em situações menos boas, tens sempre onde apoiar a coragem e a vontade de resistir. Por vezes penso para mim: "porquê preocupar-me - para além do que me exigível - em coisas tão fúteis, quando tenho outras realmente importantes em que posso repousar o pensamento?"
Putty, há mar e mar... há ir e voltar... Bonito trecho...
Há pouco esqueci-me: "Rosinha"?! hihi, gostei...

Putty Cat disse...

Tens um nome muito grande!
Para mim serás a "Rosinha", embora sejas homem :) Espero que não te importes.
Agora, satisfaz-me a minha curiosidade: de que "colheita" és tu?

rosadosventos disse...

Não me importo: Não perco a identidade! Colheita? se é o que interpreto, sou da mesma colheita do Brain.
A tua já sei... é só "clicar" no teu nome.
Mas, o tempo não é tudo, nem é uniforme. Há múltiplos "tempos". Ganham-se anos em curtos minutos e passam-se vidas sem se dar por isso. No meio, talvez a virtude: saborear o tempo dando-lhe consistência e razão positiva para se olhar para o relógio e querer hipnotizar os ponteiros, na vã esperança de lograrmos parar a sua marcha pávida e serena às condições circunstanciais.
Letra dos Xutos: "...o passado FOI lá trás...". O ideal é encontrarmos o ritmo adequado para acompanharmos o nosso tempo

Putty Cat disse...

Pois, só podias ser dessa "colheita"...

rosadosventos disse...

Achas que é uma colheita diferente?
Há diferenças para colheitas mais recentes?

Putty Cat disse...

Claro que há diferenças.
Isso nota-se nas "entrelinhas" do que se escreve.

Eu pessoalmente dou-me muito bem com pessoas da tua "colheita". Outras perspectivas de vida e de tudo em geral.
No fundo, é como o vinho do Porto! :)

Brain disse...

MUITO BEM PESSOAL !!!!!

Isto sem mim por perto, parece ficar bem mais "animado"!

RdV: Não sei onde utilizas este nick, até se o fazes em mais algum sítio, mas acho que muitas pessoas confudem "Rosa dos Ventos" com bússula. Concordas comigo? Tens a mesma percepção? Se sim, o que achas disto?
Abraço.

Gorki: Ao que dás a entender, tens algumas primaveras a mais do qu a maioria do pessoal que por aqui "deambula". Óptimo! Experiências e opiniões de um "sector" mais calmo e ponderado, é muito bem vindo.
Abraço.

Arco Iris: Tens andado fugida.

Putty Cat: Recuperaste a forma? Parece que sim! Beijo.

Papoila: escritos longos e calmos? Sem dúvida. O factor de não ter o outro à frente influência? Claro! E se é assim, ainda bem que tens (temos) este "canto" para te poder ouvir.
Beijo.

Flôr: Então numa de marchas? Parece-me que é mais "marchas com a prole". Huuummmm..... ainda bem! que bom que isso é, não é verdade?
Beijo.

Kitty, Divina, por andam vocês ?!?!?

Bom Fim-de-semana para todos !

Rosadosventos disse...

Brain, sou RdV apenas aqui (é um exclusivo! :)). Procura-me por "vestíbulo do SER" e logo encontras outra perspectiva do que se pode SER. A rosa dos ventos foi criada para dar sentido e orientação geográfica. Agora há os GPS's (pfff...). Gosto particularmente do aspecto do instrumento que lhe serve de suporte e gosto sobretudo da sua função. E penso, como era bom termos incutido no espírito uma RdV para que nunca nos sentissemos perdidos ou tresmalhados. Contúdo, podemos não ter uma dessas maravilhas internas, mas podemos usufruir da fortuna de encontrar um externo. Um motivo, uma qualquer dedicação ou até um hobie... ou uma pessoa, que seja o nosso farol na escuridão e na tempestade. Estas RdV ou bússolas não se compram nas lojas, encontram-se nos acasos da vida. E quanto mais espontâneas e inesperadas... melhor funcionam...
Putty, e o resto? a tua colheita? Não te sintas desalinhada com as tuas idades. Isso pode redundar num tremendo desencontro com a tua natureza. Em todas as gerações há pessoas com quem nos "cruzamos" melhor. Considero que não se trata de colheitas específicas. Pode acontecer, encontrarmos numa determinada colheita uma maior densidade de individuos com quem nos identificamos mais, mas...

Putty Cat disse...

A minha colheita?
Bem, não é má. Mas podia ser melhor.
Eu acho que já nasci "mais madura" do que a maioria das pessoas da minha idade.
Nunca me vi "igual" às outras crianças, nunca me vi "igual" aos outros adolescentes.
Cresci depressa demais, eu acho, e hoje, olho para trás e vejo tão pouco...
Mas não fui nem sou nenhuma "ave rara", entenda-se!

A colheita dos 30 é boa! O Brain prova-me isso, todos os dias!
E acho muito mais estimulante e gratificante amizades de colheitas diferentes.

papoila disse...

oi...
brain... de calmo hoje não encontro nada...
uma luta estupida que se mantém desde manhã. eu, contra o que sinto, contra o que o cerebro me diz para fazer, contra um medo terrivel e um cansaço que hoje me levava... se não fossem elas....

um ponto baixo no meio de muitos altos que recentemente têm havido.. espero!

tou cansada. cansada de sentir, de tudo.

hoje é um daqueles dias que sentes que mais um bocado, mais um mail e passo-me para o outro lado... muitas vezes penso que vou dar em doida. a sério, acho que o fim dos meus dias vai ser internada num manicómio.

há momento, breves milésimos de segundos que o meu cerebro me diz: desiste, entrega-te, entrega-as...

isso nem pensar!!!!!!!!!!1 mas não sei por quanto tempo consigo aguentar, sentido-me manipulada, calcada....

estou cansada. nem um caça hoje eu lançava rdv... :))))
hoje a minha loucura putty, a minha doce loucura era adormecer no ombro de alguém... linda loucura, né'!!!

hoje é um dia para esquecer. estou de rastos. hoje não deu para agarrar os cornos do touro, flor...

papoila disse...

arcoiris: beijo!

rosadosventos disse...

Putty: hum... isso é uma faca de dois gumes. É bom sermos mais "maduros" e estarmos um passo à frente da média. Mas, por outro lado, depois, é possível que fiquem carências e marcas no edifício, pelo facto dos alicerces terem sido construídos com muita rapidez. No entanto, cada caso é um caso. E há sempre forma de compensar e recuperar partes dos lapsos do Ego. Sim, a "promiscuidade" entre gerações é óptima! Refinam-se as colheitas com o melhor de cada uma delas!

Putty Cat disse...

"Promiscuidade"! É isso mesmo!! ;)

Papoila:

Então? O que é isso? Hoje és tu?
Em vesperas de fds?!?!?!

Não pode ser!
Então e a msg do teu PC, hoje não ajuda?
Vá lá, sacode os ombros e respira fundo!

Vou dizer-te um segredo. Qdo estou fula da vida, nada melhor que dizer meia-dúzia de asneiradas.
A pressão do peito diminui!

papoila disse...

já nem me lembro que msg tenho no pc.

asnerias?! já disse e nada...

quando o meu cerebro reage assim primeiro que consiga ouvir-me demora muito tempo...

ele remoi, bloqueia toda a racionalidade que ele possa conter..

sim sou eu putty, com o meu mundo às costas e na ...

Flôr disse...

Papoila,
Devo ser uma tremenda chata,por vezes.E ouvindo como medizes,que por vezes não consegues ler o que eu escrevo!Não me restam dúvidas.
Hoje,era um dia que se estivesse perto,não te deixava pensar.Hoje nada decidias a não ser as prioridades e exigências do dia.
Esse excesso de "equilibrio ",desequilibra-te.
Quando seguras "os cornos do touro",sabes que não será fácil.
E não adianta táctica,de repente um esticão e a postura de nada vale.
E tu nina,fazes alicerses,carregas os tijolos,tens o melhor projecto.
Vem a chva,estraga a sapata e queres desistir...
Nina,exterioriza-te mais.Berra,ri-te ,bebe uns copos,transborda!
Doutora de postura,sorriso ausente,e olhar indefinido.E dentro,aguas bravas a bater nas condutas forçadas,onde a segurança e revista dia a dia,e por vezes em varias horas.
Nina...tanta corrente,tanta tempestade...e falas hoje desistia...não creio...se a tua "consciencia" não me engana..
O comboio partia,e ficavas na estação.
Es "priosioneira" do teu excesso de firmeza.Deixa-te cair,não te agarres.É menos doloroso que andar sempre em quedas.
Força minha linda!Quanto ao ombro...e quem não quer um!substitui pelo sol e a lua...

papoila disse...

se eu ontem à noite me tivesse lembrado da msg do pc, se calhar poderia ter conseguido controlar o meu cerebro...

será que é o p. do cerebro que eu deveria controlar? ele deveria ser inteligente a ponto de me dizer: calma!!!!!!!!!! o melhor para ti..

não deu. isto vem cá de dentro com um força que não dá para controlar.

estou cansada. quero uma lobotomia! :))))

Putty Cat disse...

E não podes "fugir"?
Pelo menos ir até lá fora, como me disseste no outro dia?

papoila disse...

ontem a lua dizia-me: "mãe, sabes que se precisares eu falo com as pessoas do banco e elas deixam-te de te chatear!..."

tinha justificado o meu nervosismo com problemas com o banco....

não é justo da minha parte por esta responsabilidade (a responsabilidade de me ajudar) nos ombros da minha menina..

papoila disse...

já fugi... fui almoçar com uma pessoa de quem gosto muito, mas quando cheguei os problemas estavam cá, ou melhor, foram almoçar comigo.

isto passa. não se preocupem. já desabafei

obrigada

papoila disse...

eu não sou firme, flor...

rosadosventos disse...

Papoila, sugiro-te o seguinte, simples, pensamento: Assume que há dias assim. Maus, péssimos, sufocantes. Não resistas. Pensa então que isto hoje está assim, desagradável, mas logo deitas-te com a certeza que amanhã o Sol nasce outra vez e, com ele, um novo dia, novas oportunidades, novas aventuras. E pensa também que tens a tua liberdade... podes escolher a cor dos teus dias...
Hoje deves enviar papagaios para o ar, soltos ao vento e despreocupados...
bjitos

Putty Cat disse...

Ora aí está! A tua menina resolve-te de forma simples o problema ;)

Vês!

E se não for com o Banco é com outro(a)(os)!

:) Vá Lááááááááá
ANIMA-TE!!!!

Flôr disse...

"Hoje deves enviar papagaios para o ar, soltos ao vento e despreocupados..."
É mesmo isto...
beijo para ti Papoila!

papoila disse...

vocês são uns liricos....

papoila disse...

vou embora.
bom fds

Putty Cat disse...

ps: As vantagens de se ser bancário...
sai-se à hora do lanche!
Só eu saio à hora do jantar...

Bom fds.

rosadosventos disse...

Bom fim-de-semana para todos. Bons sonhos e reflexões, na vigília e no sono... ;)

Flôr disse...

Hoje tive um dia "cheio"em numeros,mas muito sossegado.Tive um espaço só meu!Só aqui no escritório,com fugidas até vós,com ideias,planos...mas sempre com tranquilidade.
E agora que me pediram uns minutos antes de uma pequena "reunião",zás vim cá!
Esta semana,coincidente com as fériasdo Brain,foi muito boa!
Pessoas e ideias novas,complementos de pessoas de outros mundos paralelos.
Duas pessoas que me fazem pensar...gostaria de uma formúla mágica para dar uma porção a cada.
Papoila e Putty Cat!
E não digas Papoilinha quesomos liricos...existe aqui,e todos até,quem teve de se agarrar ao nada para seguir.Óbvio que relatar tristezas com um certo ar de "gozo" aducica o azedume!
Temos falado e falado,sentido...e ...
Detectar e falar do problema,quase todos são capazes...a "cambalhota",nem todos tem a coragem...
Todos podemos,parar a meio e mudar a direcção!
Mas não dá para parar e atirar ao "lixo",esforço ,confiança,planos e vida.
Se fossemos carritos de corda,o movimento constante de para tras e frente,dava lanço!Assim,não nos tira do sitio...E que fazemos aqui se o que queremos esta ali!
Façamos um esforço.
Murro na mesa,virar a mesa...então e os actos...a causa - efeito?!
Que este fsemana,nos posicione no partida.A meta e o ritmo,cada um saberá ou o fará.Quanto a nós,letrados,sentados,om sentidos e crescidos,formemos a força,desta Amizade,que nos envolve a cada dia!
Para ti meu querido Gorki,a minha mão para nos acompanhares!

Putty Cat disse...

Bom Dia

Estão todos como o tempo, envergonhados?

Flôr disse...

Bom dia,
Putty Cat,estás bem?
Hum,muito calmito hoje!
Eu ainda guardo,ou melhor avivo,a imagem,do dia de ontem.
Para a minha Paz interior tenho duas coisas que tanto ajudam:as minhas caminhadas,e as conversas convosco.
Estou Feliz,sou Feliz,e tenhos boas pessoas,amigos ao lado.
É preciso tão pouco para ser Feliz!
Penso que apenas necessitamos ver,com os "olhos" da alma!
Uma boa semana para todos.
Muita energia para ti minha querida Papoila!Grande Mulher!é por aí.Bjs a todos

arcoiris disse...

Bom dia!
Concordo contigo Flôr é preciso tão pouco para se ser feliz. O dia de ontem foi a prova disso,um abraço da mãe Natureza e um reforço de boas amizades... Papoila um beijinho!
A todos os outros e em especial à Rosadosventos um beijinho também!

Putty Cat disse...

Pois é. Mais um dia triste lá fora.
Só apetece é estar em casa, aninhados no sofá, a ler FP!