sexta-feira, julho 14, 2006

Neste espaço...

Neste espaço,
Onde parte do meu ser coabita,
O tempo tem outra medida,
O espaço outra dimensão,
E eu expando-me…

Expando o meu ser,
Em forma de pensamento escrito,
E vou vagueando,
Ao sabor das palavras,
Deixando-me por elas levar,
Sabendo bem o começar,
Mas muitas das vezes,
Sem conhecer o acabar.

É uma ideia que se forma,
Que na base das palavras ganha corpo,
Com o correr da pena vai evoluindo,
Terminando na forma de uma reflexão,
Que para o mundo não tem “rosto”,
Mas na qual,
Parte do meu ser é assim “exposto”.

No processo,
Passo por corpos,
Mentes e conceitos,
Pensares e Sentires,
Que se complementam,
E juntos,
Acabam por formar,
Mais um produto
Do meu pensar.

Para que serve?
Com que propósito o faço?
O que com isto consigo?

(não poucas vezes mo questionaram)

Por vezes,
Uma plenitude de satisfação
Complementada com “outros pensares”;

Outras vezes,
Uma satisfação mais solitária,
Pelas interpretações difusas,
Que do meu escrever fazem,
Constituindo também isto em si,
Um interesse,
De observar
E constatar.

Como seres diferentes,
Interpretam de forma diferente,
Um mesmo pensar.

Como seres diferentes,
Incorporam de múltiplas formas,
Um mesmo sentir.

E desta diversidade,
Surge a satisfação de uma partilha,
Que pela sua multiplicidade,
Consegue criar um todo,
Pleno de ideias,
Pontos de vista,
Por vezes até díspares,
Mas que no fundo,
No fundo,
Têm uma mesma base,
Sedeada,
Num meu sentir,
Num meu pensar,
Num meu estar.

E grande parte das vezes,
Como que de uma plenitude tomado,
O “meu” torna-se “nosso”,
Por força da participação,
De todos quantos me queiram acompanhar,
De forma mais ou menos compassada,
Nesta imensa sinfonia,
Que resulta de um pensar.

E o pensar já não é mais “meu”,
E o sentir torna-se comum,
E este espaço,
Onde parte do meu ser coabita,
Transforma-se,
Num albergue de almas,
Que por gostarem de falar,
Pensar, Sentir, Reflectir,
Nele acabam por ficar,
E que com o seu “simples” comentar,
No deles também,
Acaba por se transformar.

Neste espaço,
Onde parte do meu ser coabita,
As palavras,
Deixam de “ser tudo”,
E no final,
Do escrever e do pensar,
É no fundo um sentir,
O que acaba por ficar!

E é por isso,
Talvez por isso,
Que parte do meu ser,
Neste espaço,
Tanto goste de estar,
E nele acabe,
Em si mesmo por ficar,
Neste pequeno canto,
A coabitar.

16 comentários:

papoila disse...

ando por aqui, mas não me apetece falar....

Brain disse...

Olá papoila!

Pois... pelos vistos, parece que não és a única.

Mas não te preocupes.
Fala quando te apetecer.

Bj.

kitty disse...

Fantástico ...
Sempre a surpreender com esta forma espectacular que tens de
pôr por palavras
aquilo que sentes.


Beijos

Brain disse...

Olá Kitty!

Ainda bem que (re)apareceste, e como alguém a quem "apetece falar" :)

Obrigado pela tua participação.

Bj

Kitty disse...

Brain

Tenho vontade de efectivamente falar, por vezes até mais do que costumo fazer. Contudo, muitas vezes fico "perdida", "suspensa", perante o que escreves, pois é sempre tão completo, que se torna dificil fazer qualquer comentário.

Mas, com ou sem comentários, também aqui coabito, com todos os que participam, mas principalmente contigo,
Com as tuas ideias, com os teus pensamentos, com as tuas surpresas,
Com o teu sentir, com o teu pensar, com o teu estar

E assim desta forma, passa também a ser o meu espaço

Beijos

Flôr disse...

Olá,entrei de manhã mas tive de sair.
Este espaço,foi um encontro que tanto procurava.
Entro,sem bater; e o ambiente parece sempre preparado para a minha recepção.
Sento-me ,e ali fico;com o teu sorriso, a palavra de quem lê qualquer inquietação ou pouca energia!
Começo a ver ,as flores que colocaste ,o cheiro.Toda a frescura que de ti tiras para nos receber neste teu espaço.
Deves ser encantador!Não,és encantandor!
O sentir,a forma como chegas a cada um,como estudas e aprendes a lidar connosco!
Tu cuidas de nós,e como se fosse pouco,dizes ainda que ficas bem por nos ter.
Podias falar no plural,mas tens falas a cada um!
Quanto precisei dum espaço assim.
Mais,porque só agora sei que ter alguém como tu,ter amigos aqui,é suficiente para estar bem?
Dá-me sempre um lugar.Poe ser um outro lugar,mas que exista nesse teu espaço.
Coabitarei,pois aqui encontrei um dos lugares mais calmos e belos para ficar.
Um beijo.Bom fsemana para todos

Andarilhus disse...

... a palavra pode ser esquecida a um canto, mas, mesmo vegetando, existe. Está lá. E do canto pode propagar-se como semente do futuro. É bom é que seja boa palavra... Por vezes fogem-nos palavras que não deveriam ser ditas. E elas remanescem algures, num canto, apesar de pensarmos que foram esquecidas. E depois...
Dêem bom trato às palavras, elas são flores ou armas. Prefiram as vegetais... "(º0º)"
Até breve

Flôr disse...

Bom dia,
Boa semana para todos.
Inicio esta semana ,com a vinda a este espaço.Sente-se um certo "vazio",mas tudo se justifica pelo período de férias e pelos sortudos que estão a gozá-lo.
Eu aguentarei-me por cá mais algum tempo.
Putty Cat,como estarás?Quando espreitares,está uma beijoca à tua espera.Fica bem!
Papoila,nós temos de falar um cadito.A corrente deste rio,ganhou alguma força...
Até mais logo!

Flôr disse...

"aguentar-me-ei"

Flôr disse...

Este calor!
Lembra-me a terra seca,e improdutiva!Lembrava a pobreza da paisagem,onde seco e quebrado se torna o solo.
E água?esse liquido precioso,que rega os pés das plantas.A falta do alimento,do verde,da frescura.
Como estará o nosso interior?Quanto calor,quanta sede ,de um gesto,de uma gota de atenção.
Quantos precisamos de uma pequena paragem!
Molhar um dedo,e dar a mão.
E desta forma refrescar o outro lado,talvez mais ou menos seco,desta atençaõ!
Vou regar um pouco o meu interior!
Até amanhã.

Flôr disse...

Bom dia,
Hoje estarei só?
Papoila,não passas e ficas um pouco?
Aos restantes,um beijo e bom dia para todos

Anónimo disse...

Olá Brain,

Sinto que este teu espaço de reflexão é um refúgio para exprimir sentimentos, pensamentos...o que vai na alma.
É com muito agrado e admiração que verifico que apesar da vida preenchida que tens, disponibilizas tempo para todos aqueles que estão próximos de ti.
Gosto de ler e refletir o teu sentir, continua a partilhar.
bjs

divina disse...

para variar esqueci-me de identificar... desculpa.
bj

Flôr disse...

Bom dia,
Não ando inspirada,aliás ,ando com falta de tempo;mas passar para um olá dá sempre.
Hoje é um dia especial!
Hà dez anos,esperava pelo meu primeiro filho.O meu "ratito"!Comprido,magrela,o meu BÉBÉ!
Antecedera a esta data,dez dias de internamento,e o espaço entre alguma complicação e o correr bem,foi muito pequeno!
O meu Rafa,pregou-me um susto!E quando o efeito da anestesia passou,só perguntava pelo meu menino.
Tudo mudou!
Exprimeitei,essa maravilha que é ser MÃE!Esse cheiro a bébé que se guarda sempre.E hoje,olho para o meu lado,e tenho um rapazito.
O Rafa!
Menino traquina,nervoso,mas meigo!
Tem um coração de ouro,este meu nino;mas exterioriza por vezes as coisas dele duma forma "brutita".
Quem o conhece,já entende.Eu sempre vi,esse filho a crescer a "sofrer" com algumas mudanças que lhe foram impostas.
Tenho um menino crescido,que é o meu braço!O Homem lá de casa!
Uma arvore sem fruto,terá a sua funçao.Mas as que dão alimento,outros cuidados precisam.
Ser semente,implica acompanhamento,entrega.
E neste dia de forma especial,reforço o meu pedido de protecção aos meus Anjos.
Hoje,peço que nunca deixe de ser uma Mãe presente,muito próxima.E pela idade,uma mami,cada vez mais vista como a grande amiga.
Quero sentar-me e brincar,quero ser pequenita.Hoje serei mais uma amiga ,sentada ao seu lado a cantar os parabéns!
Um beijo grande,para ti meu Anjo Rafael.
Papoila,mais uma "coincidência",tempos diferentes...mas mães numa mesma época.

Brain disse...

Divina,

É sempre bom ouvir-te.
Aliás, é sempre bom ouvir todos, pelo que a partilha para mim, é algo "natural", e eu também continuarei, enquanto assim também, este sentimento continuar.

Bj,

Brain disse...

Flôr,

Uuuiiiii........ o que tu me foste lembrar!
Quando a minha filha nasceu... Hummmm... o "caminhar nas nuves"!

De facto, hoje estás de parabéns e eu não poderia deixar de expressar esta minha alegria "por ti", num dia como este!

Parabéns a ti e ao teu "fruto", e que consigas manter essa tua predisposição para com ele, que, com o tempo, ele saberá datribuir-lhe o valor devido, e retribuir numa mesma moeda, de carinho e muito amor.

Um beijo muito grande para os dois!

E a todos os que por cá "coabitam", proponho um brinde a esta "Mãe" e seu "rebento": Tchim tchim!