terça-feira, agosto 29, 2006

Regresso

Por vezes,
Vamos de férias.

Férias do trabalho,
Férias dos locais,
Férias do trânsito,
Férias dos hábitos,
Que no fundo,
Constituem a nossa rotina
E assim,
Conseguimos a fuga,
Ao nosso quotidiano.

No entanto,
As férias acarretam em si,
Também,
Férias das pessoas,
Dos rostos,
Das conversas,
Da convivência,
Com alguns,
Que nelas não nos acompanham,
E que muito prezamos,
E que com essas férias,
Se evidenciam,
Pela falta que deles sentimos,
Pelas saudades que eles nos deixam.

E no regresso,
O reencontro,
Caloroso,
Afável,
Lembra-nos o quão bom,
É estar com eles,
O quão bom é falar com eles,
O quão bom é tê-los,
“Do lado de lá”,
Ali,
Onde os deixamos,
Ali,
Onde agora,
De novo,
Os encontramos.

No regresso,
De sentimentos refeitos,
E alma limpa,
Revivem-se sentimentos,
Apaziguam-se saudades,
E no fundo,
Bem lá no fundo,
Começam-se já,
A desenvolver,
As saudades,
Das férias futuras.

Meus amigos,
Regressado de férias,
É bom,
Encontrar-vos a todos,
Resistentes,
Aqui reunidos,
Neste cantinho.

Beijo sentido para elas,
E abraço apertado a todos,
Um a um,
Individualmente!

28 comentários:

Andarilhus disse...

… e quando regressa um amigo, ferido pela doce enfermidade da saudade, a cura está num apertado e caloroso abraço de bom regresso e na saúde de um sorriso largo e franco.
Retoma as chaves da casa, senhorio do prédio das palavras! E visita a minha domus, quando encontrares as veredas e as courelas que lhe servem de chegada.
Abraço, Brain
“(º0º)”

Brain disse...

Andarilhus,

Abraço recebido e agradecimento pelo zelo das chaves!

Vamos galgar umas courelas?

Andarilhus disse...

Galgo courelas diariamente: no meu peito os sentimentos e as emoções elevam-se a montanhas e despenham-se em abismos constantemente. Como um astro em erupção vulcânica, os meus relevos mudam profusamente. Gosto sobretudo quando atinjo um equilíbrio de planalto. Daí contemplo melhor passado, presente e futuro. Estou assim neste momento. Que se mantenham assim, durante muito tempo, as minhas placas tectónicas…
“O meu cRISTO precisa de repouso… vou afrouxar os cravos…” in “Cruz de Ferro” do sitio do costume: http://galga_coirelas.blogs.sapo.pt

papoila disse...

:))) gostei de sentir o
" Um a um,
Individualmente!"


Beijos

Putty Cat disse...

Idas e regressos.
Nada como o regresso a casa.
Nada como atravessar a ponte e avistar o esplendor da nossa cidade, num final de tarde.
Nada como um inspirar e expirar bem fundo de nostalgia e dizer baixinho "estou em casa".
É hora de matar saudades e distribuir sorrisos.

papoila disse...

Desde que regressei que sinto a ansiedade, expectativa a tomar terreno.

Pequeníssimas coisas para resolver, que aos meus olhos vão crescendo de tamanho. Tendo controlar essa espiral de crescimento.

Tenho agora uma arma: a consciência de como a minha mente funciona.

Gostava de arranjar outra arma. Controlo da minha mente. Vocês pensam: "lírica, acha que vai conseguir..."

Sim, eu sei que é difícil, mas também sei que me irá ajudar bastante, porque até há bem pouco tempo, nem consciência tinha de como estes meus neurónios reagiam.

Assim, se alguém me souber indicar alguns livros de iniciação à meditação e relaxamento, apitem...

chuuaaaccc

Flor disse...

papoila,tenho na mesinha,"O Poder do Agora","Conversas com Deus",tb tem interesse.Mas tem de ser com vontade,ou não acreditamos nas coisas...
Brain,mantive a presença,tentei ter sempre a tua marca por perto.Uns dias,os de ausência não foi possível,mas depois vim sempre começar os meus dias nesta casa que divides connosco.
Um beijo para ti.

papoila disse...

flor queria algo "pratico" se posso usar este termo neste tema...

Brain disse...

Papoila,

Esse é um tema em que estou BEM à vontade.

Vou pesquisar na minha memória de à uns bons anos atrás, para ver se me lembro o que li.

Volto + tarde.
Não sei é se vai ser hoje :(

Brain disse...

Flor,

Eu sei que sim.
Sei que cuidaste por manter este espaço "vivo".

O meu obrigado por isso.

Bj.

flor disse...

nao é o melhor dia para te escrever.Mas esse pratico que queres vais tambem encontarndo na leitura.cada etapa assimilada,leva-nos a identificar-nos com a mensagem das letras.por outro lado ,faz-te aumentar o grau de exigência,a exercitares-te e a evoluir em segurança.POrque és tu que te estas a fazer,com saber feito e em busca de mais.Tenta ver na prática.Tenho um livro simples,de histórias e fácil leitura.Relata situações de sete mulheres.Coisas interessantes.Coincidencias banais e abanões de estrutura e consciência.
Bj amiga

Andarilhus disse...

Eu gosto particularmente de Gandhi e Confúcio...
Até amanhã...

Flor disse...

Bom dia,
Um beijo para todos

Putty Cat disse...

Bom dia

Ando a ler um livro muito interessante. Diário da Tua Ausência, da margarida Rebelo Pinto. Profundo em sentimentos, dos mais puros que podem existir.
Para quem está apaixonado (como é o meu caso ;)) é sempre bom revermo-nos em algumas situações.
Para quem não está apaixonado ou para quem quer muito estar apaixonado, é um livro que nos faz sonhar.
Recomendo.

Papoila: não é bem o que precisas. Mas não deixas de relaxar e meditar sobre algumas coisas.

Beijos
PCat

Brain disse...

Andarilhus,

Finalmente ontem consegui, através de um acesso via placa da Vodafone, aceder ao teu blog.

Fantástico, como já esperava.

Coloquei link nos meus favoritos para lá.

Agora, estuda a possibilidade de definires uma "aliás", em que coloques o endereço sem "underscore", tipo http://galgacourelas.blogs.sapo.pt porque de certeza que tal como eu, muitas pessoas que não acedam via grupo PT, também elas não conseguirão visualizá-lo e honestamente, depois do que vi ontem, que pena que assim seja!

Abraço.

Brain disse...

Também eu já li esse livro.

É o "relatar" o expôr puro e simples de sentimentos, bem "ao meu gosto".

Recomendo a todos, independentemente do seu "estado amoroso".
É bom a em toda a linha, não tem constra-indicações a apontar-se-lhe.

Excelente recomendação Putty!

Kiss.

Andarilhus disse...

Bom dia todos!
Hoje a "net" não está comigo: falhas e lentidão!
Brain, folgo em saber que conseguiste entrar na minha caixa de desabafo e suspiro. Obrigado pela tua apreciação. Tem um novo post: "In Vino Veritas".
Já pedi ao "Sapo" para retirar underscore. Mas, dizem que só apagando Blog. Não o quero perder! estou a pensar começar outro e copiar tudo.
Sobre o tema, não tenho livros a recomendar. Sou mais "romances históricos". Já leram "o Perfume"? Que cabeça para criar aquele argumento!...

Putty Cat disse...

Não li mas já ouvi falar. Rosinha, esse livro sim, "é moda" :P

Ainda em relação ao livro que estou a ler (ainda não acabei e não sei o final), pergunto-me se ainda há pessoas que conhecem o verdadeiro significado de amor, será que ainda há pessoas que se sentem daquela maneira. Eu acho que há poucas...
Actualmente o amor é tipo "fast-food". Saboroso nos primeiros tempos, enfartamo-nos e depois mudamos de "refeição", sem hesitar.
E que bom que é a sensação de nos sentirmos embrenhados naquelas palavras, que bom que é!
Mas melhor ainda, é identificarmo-nos com elas!
E isso quer dizer muita coisa!

A quem me "recomendou" o livro, o meu muito obrigada, por 4 motivos:

1º Há muito tempo que não lia um livro e com tanta vontade.

2º Por ter sentido arrepios bons.

3º Porque vi/vejo espelhado naquelas palavras, algo que eu também sinto.

3º E por último e não menos importante, porque me conhece e sabia que eu ia gostar.
( Pouca gente conhece-me...!! )

Flor disse...

Boa tarde,em leitura leve e interessante,relato de vivências onde o ponto comum é sempre um amor,o final vários.Li,"Sete mulheres,sete histórias",e o da Fátima Lopes,salvo erro "Amar depois de amar-te"??

Andarilhus disse...

... ui, ui, grande alfinetada me pregaste, Putty!...
Trata-se de um livro do tipo que eu gosto, por ser histórico. E sim, por vezes gosto das "modas". O que costumo fazer é deixar passar a moda de qualquer coisa para depois a usar. Simplesmente não gosto de ser mais um Clone, pelo menos um clone sincrónico...

Quanto ao resto, de facto às vezes transparece que a fogosidade inicial de um amor adormece lentamente com a entrada da rotina. Temos duas reacções possíveis: uma é manter a tenacidade de o reanimar e desejar que não seja um esforço inglório; a segunda é ser prático e consertar que já não há mexa por onde se consiga manter o fogo. Eu entendo-me melhor com a primeira, mas pode ser a reacção mais brutal...
É certamente bom sabermos que há alguém que nos entende, que nos conhece...

papoila disse...

oi.
já li "o Perfume" e embora tenha gostado da história não gostei de o lêr porque causou-me nauseas fisicas. Acreditem, a capacidade de exposição é tal que ao le-lo fiquei enjoada com o cheiros retratados e ainda hoje esse efeito se mantem. Só de escrever isto fico com nauseas. há pouco tempo atrás vio o livro numa parteleira da FNAC e até estremeci...

quanto ao livro de que falas putty, não sei se no meu estado actual aguente ler um livro desse tipo. estou desiludida. embora queira acreditar que seja possivel esse tipo de sentimentos, neste momento custa-me muito a acreitar que valha a pena uma entrega desse tipo.

tem filmes românticos consigo ver. acho tudo "fachada". desculpem, mas ando assim...

Flor disse...

Miquitas ,deixa os livros e vamos ouvir um bom jazz,vamos ver a agenda da casa da música ,serralves,casa das artes etc.
Implica,"vestir-se "para,tratamos logo um pouco de nós.Bom ambiente,Paz,etc etc.Boas apostas estas atmosferas de cultura que te arrancam do barulho para te projectarem para onde te deixares levar :)

Andarilhus disse...

Bom dia a todos!

Brain, segui o teu conselho: estou a passar o blog para outro endereço (sem underscore). Já se podem ver os posts, mas não os comentários respectivos. Leva tempo a mudar de casa!
O novo endereço: http://galgacourelas.blogs.sapo.pt/

Abraço e alegria para todos.
"(º0º)"

flor disse...

Olá ,bom dia a todos.
Está tudo a arrumar as coisas.Chegada de férias,guardam-se coisas,organiza-se vida,programa-se inicio de aulas etc ,etc.Tempo de repartir forças,e avançar nos projecto.Mais um ano,mais histórias,mais vida.
Para todos ,perfume.

Brain disse...

Andarilhus, fantástico!
Agora já acedo sem qquer problema.

Da minha parte, já alterei o endereço do link aqui no taradisses.

Abraço.

papoila disse...

bom dia... quase boa tarde...

este programar de um novo ano dá que fazer. mas sinto que desta vez o meu programar tem sido mais consciente, não é um "deixa andar"...

a minha mais velha entra na primária!

brain, quando puderes não te esqueças da leitura...

chuaaac para todos

Brain disse...

Papoila,

A leitura não está esquecida.
Apenas estou com alguma dificuldade em seleccionar.

Estou a "estudar" o assunto.
Não está esquecido.

Bj

papoila disse...

dificuldade em selecionar!?

queria pouca coisa de cada vez... se não entupo... ehehe