quarta-feira, março 14, 2007

DÁ-TE

Dá-me o teu presente e o teu futuro,
Não quero saber do teu passado.

Dá-me os teus pensamentos de agora,
Dá-me os teus desejos para o futuro.

Fala-me!

Fala-me,
Sobre os lugares que queres visitar,
As praias onde te queres deitar,
As águas em que queres mergulhar,
As flores que queres cheirar,
As comidas que queres saborear,
Os lugares que queres visitar,
As danças que queres dançar,
As crianças que queres abraçar,
Os assuntos sobre os quais queres falar,
Os projectos que queres realizar,
As coisas que queres amar,
Tudo o que achas que vais gostar.

As músicas que queres ouvir,
Os sentimentos que queres sentir,
As montanhas a que queres subir,
As paisagens nas quais te queres fundir,
As multidões nas quais queres fluir,

Os livros que queres ler,
As pessoas que queres ver,
Os caminhos que queres percorrer,
Os calores que queres ter,
A vida que queres viver.

Fala-me do presente e do futuro.

Não quero o teu passado,
Os teus medos,
As tuas fugas,
As tuas histórias,
As noites mal dormidas,
As culpas não assumidas,
As frustrações sentidas,
Os corações despedaçados,
O mal que te fizeram,
O ódio que sentiste,
O amor que renegaste,
O sol que apagaste,
O tanto que pensaste,
O tudo a que te alheaste,
A vida que não viveste.

Porque hoje…
Hoje a vida começa de novo,
Connosco,
Aqui.

E a partir de hoje,
Não há passado,
Nem presente,
Apenas o futuro.

Eu,
Que o teu passado não conheço,
Quero poder oferecer-te,
Tudo o que guardas de desejos dentro de ti,
Tudo o que precisas,
Para viver bem contigo mesma,
E que nunca tiveste.

Quero poder oferecer-te,
Aquele lugar de paz interior,
Que te reconforta e te dá calor,
Que te abriga das tempestades da vida,
Onde te sintas sempre querida,
Que te dê a certeza de que,
A vida é boa,
E que será sempre boa,
Enquanto partilhada,
Com quem te mereça,
E nunca te esqueça.

Por isso,
O teu passado não me interessa,
A menos que…
Seja uma forte condicionante,
Do teu futuro feliz.

E não é sempre assim?
Não somos nós uma história viva,
De toda a nossa vivência passada?

Então…
Diz-me tudo sobre ti,
Dá-te a conhecer a mim,
Abre o teu livro,
O teu peito,
Dá-me a conhecer o teu coração,
Todos os medos,
Todos os sentimentos,
Todos os teus desejos,
Para que eu possa procurar,
Aquele lugar especial,
Sem medos e sem sombras,
Onde bem te hás-de sempre sentir,
Onde apenas conseguirás sorrir,
E onde sempre me encontrarás,
Com os braços abertos e prontos,
Para te segurar,
Te aconchegar,
Te fazer sentir,
O quão possível e bom é…

Viver em pleno,
E sempre a sorrir!

DÁ-TE!

13 comentários:

Brain disse...

Este é o meu 100º Post.

E coincidentemente, um dos que penso, ser melhor conseguido.

A todos os que me lêem, Obrigado.

coisas que se pensam disse...

Para agradecer a visita e para dar os parabéns pelo centenário e porque as coisas são mesmo assim.

VIVE
Vive, dizes, no presente,
Vive só no presente.
Mas eu não quero o presente, quero a realidade;
Quero as cousas que existem, não o tempo que as mede.
O que é o presente?
É uma cousa relativa ao passado e ao futuro.
É uma cousa que existe em virtude de outras cousas existirem.
Eu quero só a realidade, as cousas sem presente.
Não quero incluir o tempo no meu esquema.
Não quero pensar nas cousas como presentes; quero pensar nelas
como cousas.
Não quero separá-las de si próprias, tratando-as por presentes.
Eu nem por reais as devia tratar.
Eu não as devia tratar por nada.
Eu devia vê-las, apenas vê-las;
Vê-las até não poder pensar nelas,
Vê-las sem tempo, nem espaço,
Ver podendo dispensar tudo menos o que se vê.
É esta a ciência de ver, que não é nenhuma
(Alberto Caeiro)

Um coisa para ti!

wife disse...

Eu "dou-me" todos os dias
A Ti e a tudo de bom que a vida tem.

100 excelentes escritos, cada um melhor do que o outro. Parabéns.

Beijos
TUA

Brain disse...

coisas que se pensam:

Sê bem vindo, e com que ímpeto entraste!
Alberto Caeiro, algo muito apreciado por aqui!

Aparece sempre, comenta quando te apeteça.

Abraço.

Rato Sorridente disse...

Tu tens que dar um pouco mais do que tens,
Tens que deixar um pouco mais do que há,
És um grãozinho de uma praia maior,
E deves dar tudo o que tens de melhor,

O tempo vai e de um rapaz um homem vêm,
Sem medo vê,
Porque o destino vai em frente p’ra servir o bem,
É tão profunda a mensagem que chegou,
São tão seguras e largas
As pontes que ele deixou.

Brain disse...

Rato Sorridente:
Conheço-te de outras paragens e já te vi por aqui uma vez... agrada-me o teu regresso.

Aparece sempre, comenta quando tiveres vontade.

Abraço.

Andarilhus disse...

Parabéns Brain, pelo 100º e, sobretudo, pela partilha, acolhimento e reflexão!

Não há forma de contornarmos a questão: só podemos fazer os outros felizes se os conhecermos. E quanto melhor os conhecermos, com maior desenvoltura e ponderada pontaria, poderemos acertar nos pontos-chave que lhes fazem a diferença. Por vezes, isto é importantíssimo, porque as pessoas não se conseguem revelar e não têm especial apetência para pedirem ajuda ou mostrarem as cores que mais lhe agradam. É complicado, avançarmos para a “adivinhação” que, inclusivamente pode ser contraproducente.
O tacto na abordagem ao próximo é uma ciência do domínio de poucos...

Um grande abraço e animados festejos dos cem archotes, que fazem da noite de incertezas, dia de solidariedade!
"(ª0ª)"

Brain disse...

Andarilhus:
Antes de mais, deixa-me demonstrar o meu apreço pelo teu "re-aparecimento";

De seguida, o meu agradecimento pela tua parabenização;

Por fim, a minha saudade pelos teus escritos no teu espaço.

Com votos de que tudo esteja bem,

Abraço.

NARNIA disse...

100º Post
Significa que iniciei as minhas visitas em dia de Aniversário (adoro festas)

"Dá-te"
Aqui estou prontinha a ser desembrulhada... em palavras, em empatia, em silêncios e em sorrisos :)))

Brain disse...

Narnia:
Sê muito bem vinda a este espaço, onde trocamos pensares, sentires e sentidos.

Vem sempre, comenta quando tenhas vontade.

Beijo.

papoila disse...

Ontem vim cá e não consegui ler o post.

hoje li. assim como ando a ler outras coisas que mexeram/mexem comigo...

gostei. concordo com o andarilhus, nem sempre conseguimos conhecer o outro a ponto de o fazer feliz.

espero que no futuro consiga esse feito.

pesente. futuro... vamos lá! venha ele!

Branca disse...

Assim pedido até apetece mesmo te contar tudo...
Contar tudo agora no presente para ter um futuro mais colorido...

Saio daqui com a vontade de contar tudo e viver mais, mais colorida...
Obrigada eu!

Beijinhos! Boa Semana

Brain disse...

Branca: Se a solução para uma vida mais colorida for essa... porque não?

Beijo