segunda-feira, abril 30, 2007

Desafia-me


Desafia-me!
Tira-me do sério,
Obriga-me a uma loucura,
Leva-me a uma superação de ser.

Espicaça-me!
Vira-me do avesso,
Arrepia-me os sentidos,
Revela-me as entranhas.

Tenta-me!
Faz dos teus lençóis o meu chão,
Do teu corpo o meu alimento,
Do teu suor a minha água.

Surpreende-me!
Leva-me por um caminho sem rumo,
Tira-me as direcções,
Atira-me ao ar sem rede,
Obriga-me a cair de pé.

Desafia-me,
…a mente!

Espicaça-me,
…os sentidos!

Tenta-me,
…a pele!

Surpreende-me,
…os sentimentos!

(Tira-me desta letargia!!!)

47 comentários:

borrowingme disse...

bem...
como já havia dito, não consigo acreditar que um rapaz escreva assim!!!!
deixas-me copiar e colocar no meu blog, pois parece ter sido escrito por mim... :)

Bjs e adorei! mais uma vez

Luciana disse...

Brain....
Isto está simplesmente delicioso de se ler!!! :)
Gostei imenso!!!

"Leva-me a uma superação de ser" -> Lindo!!!

Brain disse...

borrowing,

Esse teu pedido honra-me!
Claro que podes!

Obrigado.

Beijo.

Morrigan disse...

Os desafios são bons, estimulam a alma e ajudam-nos a construir sonhos.
Um beijo e bom feriado.

Anónimo disse...

Senti(me) tentada a ser desafiada pela espicação emocional que me provocaste. Surpreendeste(me).
Gosto de te ler. Muito.
Metamorfose

B'Araújo disse...

as palavras tropeçam umas nas outras para descrever seja o q for... simplesmente... sem palavras...

feito o desafio... qual será a resposta? ;)

um abraço
e viva a paixão no ar!

Fofa disse...

E quem resiste a um desafio desses...?!?

Bjo fofo

mariazinha disse...

desafia-me
espicaça-me
tenta-me
surpreende-me
...
não pedes pouco, não senhor...

;)
*

Jose disse...

Meu caro amigo cuidado com os A.V.C.
Está electrizante este poema.

Um abraço


Jose

as velas ardem ate ao fim disse...

heio de adrenalina...Desafiante!

bjos

madrugada* disse...

Excelente forma de apelar!

O poema está muito bem conjecturado...

Um abraço,
Brain.

linfoma_a-escrota disse...

Qual a derradeira melodia que finalizará com
a quinquilharia eclética espremente em sabedoria
de mitos tabaqueiros decidirem os códigos postais?
Tanta hiperactividade preguiçosa irá vigilante
suceder em amassar a amálgama de ardósias evocadas
à doxa da dança, suscita em trapaceiros assoberbáveis
benéfico quinhão de arborescência intuitiva, dantes
ouvi e corri a apanhar serões de sinos doutros países,
agora glossolálio de à é ih ó uuh quando a manipulação
informatiza colóquios extraordinários de gás hilariante.

Dificulta esquecer ou inscrever, é original visionar
slides em mechas sedimentadas de pentelhos papais,
a criação passa a ser mutilação, redireccionando o músculo
até à tomada da calma formatada pelos técnicos intrigados
perante a inicial insípida virgindade da freira auxiliar,
quer fãs que lhe esfreguem a hóstia rancheira, enquanto
engole a tijela imaculada e debita os dogmas da cartilha
curva-se sob o pinguim robusto, suplica misericórdia,
zomba com ira do préstimo precoce do padre da freguesia e,
à medida que o odor a cebola e couves estragadas se adensa,
fica aprisionada pelo albergue orgásmico do enchido africano,
invoca os equívocos do arsénico catolicismo e velozmente
decide filiar-se de emergência na sexociação agro-pecuária.

Comerei só seitan de atum em lata com pasta instantânea
para te provar que dispenso com desprezo as regalias com
que a reforma escalável me possa condecorar, imponham
igualdade ao direito de escolha na disparidade, pois bébés
são conspurcados por abomináveis almas corrompidas
pelo fim-da-fome em sua Bastilha e estatísticas, derrubam
campanhas de persuasão, são úteis vírgulas suprimidas por
reticências narcisistas molhadas em benzeno, olham apenas
à sanita de prata que treme cúmplice nos guettos induzidos
a fetos como sanção que vatícina de cordeiros os acossados.

As fundações do monumento reagem com curtos tufões
ao éter da iniciativa privaDORganizada, mostram-se
ingratos sogros, indignos réus carregados de búsilis em rodapé,
comprometo-me maneta a falsificar jurisprudências brutais,
exortarei indemnizações contra as quadrigas em repolho
que esgotam recursos-anciãos com pedregulhos de penúrias
inoportunas, como errante bandido da virtude e da bondade irei
desacreditar as infâmias da censura global baseada na posse da
paragem cardíaca dignificante, cliente dum IVA complacente,
o eterno paternalista comprou morte iminente em troca por sidra
devota à acumulação do agregado sanguíneo atarefado em se opôr,
precÁvidas réguadas inibiram a ventura dum chá de adrenochrome
assediando o leito com a hesitação ansiosa que nos estimula
à observação provocante, tão rendida a renegar-se que aplanou.


in QUIMICOTERAPIA 2004


WWW.MOTORATASDEMARTE.BLOGSPOT.COM

borrowing me disse...

acho que não tinha dito que adorei a imagem...

impulsos disse...

Hummm.... gostei sim senhor!
Um poema arrepiante que sugere um atrevimento consentido... um desafio lançado quase em sufoco!
Resta aguardar...


Beijo num impulso

Secreta disse...

Simplesmente fantástico este "Desafia-me" !!!

Putty Cat disse...

Uuuuuuiiiii....

estou de volta e....

Mensagem fantástica!!

Faço minhas TODAS as tuas palavras.

Azul disse...

Olá Brain!

Já perdi a conta das vezes que li este "Desafia-me"... Talvez este tenha sido do que já escreveste que mais me deixou a pensar...

O texto está simplesmente FANTÁSTICO mas... a última frase... pois... na última frase é que está o "senão"...

Só posso desejar que escutem o teu desafio... porque quando esses desafios não são escutados... corremos o risco de nunca sair dessa letargia e... enfim...

Adorei Brain!

Beijo
Azul

CM disse...

Há dias em que a apatia toma conta do corpo, da alma... dos sentidos! è bem preciso acordar!

Adoreie este desafio,
beijo.

PS: Obrigada pelo link

Yohanan disse...

Um apelo feroz..espero que sejas atendido...
Excelente continuaçao**

PAH, nã sei! disse...

Acho que necessito de uma bússola .... fiquei completamente desorientada!!

NARNIA disse...

kHumm...
Brain quer ser desafiado, provocado, ornar os sentidos, escutar o solfejo dos gemidos...
deve ser da lua cheia :))

Broken disse...

Bom Brain...

...sinto-me tentada a...mostrar-te o meu lado mais atrevido...huummmm

Muito bonito, emotivo e cheio de desejo.

Adorei.

Bjinho

.*.Magia.*. disse...

Lindas letras as tuas...
Há sempre esse desejo...de querer cores novas na nossa vida...e ainda bem que assim é...!!!!
Sinal que estamos vivos :)

Mas diz-me...
Queres fugir da letargia?
Queres que te espicaçem?

Preferes pensar ou ousas sentir?

Feeling Award Blogger é a minha resposta...

Um kiss magico em desafio...

Twlwyth disse...

Precisa-se de um mar de emoções por estes lados. Espero que alguém especial te tenha despertado os sentidos.
Um beijo de emoções da cidade.

Som do Silêncio disse...

És mágico quando escreves, sabias?

Beijo Silencioso

sonhadora disse...

Hoje ainda me apetece mais sonhar neste teu canto.Estou contigo.
Beijinhos embrulhados em abraços

0.01 disse...

Muito intenso...

conheces aquela frase: ai tira tira que eu quero..."

:)

abraços e muita glucose!

Estranha pessoa esta disse...

Parece que gritas ao ouvido da pessoas... e mesmo assim ela não ouve!

Um dos textos que mais gostei de sentir por aqui.

Vem das entranhas!
Gosto disso.


Brain... Brain... tu andas é a querer que alguém te baralhe os sentidos ! :P

sonhadora disse...

Venho deixar-te um beijo e a minha amizade. Sem palavras. Hoje, tal como ontem, a liberdade de expressão é um objectivo pelo qual não deixarei de lutar.
Beijinhos embrulhados em abraços.

Sonhadora

Vida disse...

Sempre gostei de desafios e a este pedido até dá vontade de responder...gostei.

Beijos e bom fim de semana.

borrowing me disse...

bom fim de semana

borrowing me disse...

a mea culpa é minha...
a outra voz é a da razão...
bjs

pensador disse...

Este poema tem corpo e alma - e desafia os outros a sair da(s) letargia(s)...

Parabéns!

O Sentir dos sentidos disse...

Brain Querido,

Onde é mesmo que estou?...me perdi, nesta deliciosa leitura. E, sabe de uma coisa? Vou ousar aceitar este desafio...meu próximo post será minha resposta...e virei aqui em forma de chamamento, para que encontres o "preciso"...sair desta letargia.

Acredita, estou aqui num verdadeiro estado de sentidos extasiados...pois cada estrofe,é um apêlo, uma tentação, uma devoção sacra à alma dos desejos puros, cuja mácula é tão somente a paixão em total entrega, cega...cega...cegou-me a razão, estou ao chão, sem vestes ou lençois...loucura? Não!!!...emoção!...emoção!
Perdi minha lucidez, és o único culpado Brain.
Muito Belo!.....conseguiu fazer um poema erótico com pureza e tão grande força nas palavras, que a dimensão tornou-se desmedida.Adorei!!!!!!!!!!!!!!!!!
Adorei!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Beijo comsentido,

O Sentir dos sentidos disse...

Eu novamente...fiquei tão fascinada pelo teu poema que esqueci de agradecer tua visita, e teu comentário; é sempre um prazer te ter em meu espaço nobre poeta.
Outro beijo,

Helena Nunes disse...

Fabuloso. Não há comentário possível.
Tudo q s quer e precisa.
Bjos

Oceanus disse...

Muito bom

sonhadora disse...

Um dia havemos de sonhar o mesmo sonho.
Beijinhos embrulhados em abraços

Putty Cat disse...

Hoje surpreendi-me.
Hoje testei-me.
Hoje não me zanguei comigo.
Hoje venci um pouco, Brain.

Hoje saboreei o aliciante de uma pequena, mas para mim grande vitória.

Beijo.

Brain disse...

Pensador,

Apenas uma palavra especial para ti, para te demonstrar o meu apreço pela tua visita e palavras.

Volta sempre.

Abraço.

JOCARES disse...

Muito porreiro...

mas desafios... só se for para uma partida de Bisca ou Sueca (LOL)

Um Abraço,

jocares

as velas ardem ate ao fim disse...

Vamos la sair dessa letargia!

vai um café??


bjos

Crystal disse...

Ia jurar que já tinha comentado esta entrada mas pelos vistos fiquei tão sem reacção que não fui capaz...

E o pior é que ainda não consigo coordenar as ideias ao reler.Tá...olha está!Simplesmente isso.

Beijo

sonho disse...

touché!

é a primeira vez que por aqui passo e fiquei encantada!

num mundo altamente competitivo, em que nós próprios nos colocamos a fasquia cada vez mais alto, em que os desafios já trazem um sabor a um doloroso déjà vue, intimamente desejamos que, naquilo que é verdadeiramente importante, alguém nos desestruture e construa connosco um caminho diferente...

como entendo!

:)

sonhadora disse...

E afinal quando sais desta letargia?Os teus comentários estão na arca dos meus sonhos. Quero mais.Quero a tua presença!
Beijinhos embrulhados em abraços

Rosa Maria disse...

Espectacular...!! Que mais dizer...?
Deixo um beijo

Movimento Pela Net Mais Barata disse...

Desafio-te a nos ajudares, a ti e a todos os que por aqui passam neste blog muito fixe. Estamos a lutar por uma net melhor e mais barata e toda a ajuda é pouca. assinem o manifesto e deixem a vossa experiência para que todos possamos ter melhores soluções de internet!!!