sexta-feira, setembro 07, 2007

Se eu te dissesse...




Se eu te dissesse, que tinha frio,
Cobrias-me com teus braços,
Ou corrias a tentar parar o vento?

Se eu te dissesse, que tinha calor,
Abrias a janela,
Ou tentavas apagar o sol?

Se eu te dissesse, que tinha fome,
Repartias o teu pequeno pão comigo,
Ou saías para comprar comida?

Se eu te dissesse, que tinha sede,
Davas-me um beijo molhado,
Ou ias à fonte buscar a água mais fresca?

Se eu te dissesse, que estava escuro,
Iluminavas-me com os teus olhos,
Ou ias comprar candeeiros?

Se eu te dissesse, que não conseguia ver,
Ficarias a meu lado para me guiar,
Ou oferecer-me-ias uma bengala?

Se eu te dissesse, do medo que mora em mim,
Davas-me as mãos,
Ou ias espantar fantasmas?

Se eu te dissesse, da solidão que me invade,
Abraçavas-me em silêncio,
Ou telefonavas a todos para virem?

Se eu te dissesse, da tristeza que me assola,
Acariciavas-me a face,
Ou contratavas um palhaço?

Se eu te dissesse, da vontade de chorar,
Choravas comigo,
Ou contavas piadas?

Se eu te dissesse, do silêncio que trago em mim,
Sentavas-te ao meu lado compartilhando-o,
Ou ias por música a tocar?

Se eu te dissesse, da dor que tenho no peito,
Procurarias saber da razão,
Ou chamarias um médico?

Se eu te dissesse, da saudade dos que partiram,
Davas-me a tua companhia,
Ou tentarias substituí-los?

Se eu te dissesse, do amor que sinto,
Retribuirias na mesma forma,
Ou ficavas de peito cheio?

Se eu te dissesse, das minhas razões,
Tentarias compreender-me,
Ou contraporias com as tuas?

Se eu te dissesse, da minha vontade de partir,
Irias fazer as malas para me acompanhar,
Ou tentarias convencer-me a ficar?

Se eu te dissesse, o tudo de mim,
Dir-me-ias o tudo de ti,
Ou ficarias apenas a ouvir?

Se eu te dissesse,
Que não quero bens,
Apenas quem me acompanhe…

Se eu te dissesse,
Que não quero impossíveis,
Apenas gestos simples…

Se eu te dissesse,
Que não quero razão,
Apenas compreensão…

Se eu te dissesse,
Que não quero palavras,
Se tiver um olhar…

Se eu te dissesse,
Tudo isto...
...O que me dirias tu?

52 comentários:

Putty Cat disse...

Diria apenas isto:

Quem palmilha um mesmo caminho, um mesmo sonho, um mesmo amor, arranjará sempre uma forma possível para eliminar dúvidas e pontos de interrogação.
Arranjará sempre forma de terminar com o frio, mesmo sem eliminar o vento; que não é preciso apagar o Sol para cessar o calor. Às vezes um sorriso basta.
Que os beijos também matam a sede e os gestos acalmam a fome; que a luz de um olhar, por vezes ilumina um qualquer caminho; que não são precisas bengalas, mas certezas para se fazer um caminho; que se a solidão e a tristeza batesse à porta, eu não as deixaria entrar; que os silêncios também gritam e só não os ouve quem não quer ou está distraído; que nunca ninguém poderá substituir os que partiram mas podem exaltar a sua memória e apaziguar as saudades; que os bens são perecíveis, mas os corações não têm prazo de validade; que os impossíveis existem para serem contrariados; que da compreensão se fazem razões; que a vontade de partir pode sempre ser repartida por duas malas.

Acho que não te disse muito.
Disse apenas o que penso.

Post genial.

Aquele Beijo

a.h. disse...

O que diria??
Pois :)
Magnífico!!!!

Do que transmite?
Sentir puro e verdadeiro por quem caminha a teu lado e isso é...
Tudo de bom,
Bjs

Menina do Rio disse...

Se eu te dissesse tudo o que vai na alma, o que me dirias?

Lindo Brian!

beijos

P-S disse...

As relaçoes entre as pessoas sao tao complexas por vezes, e acho que o segredo é simplificar, nao serão as coisas mais simples as que mais importam? Normalmente as pessoas nunca tem as atitudes que desejariamos ou esperariamos, mais imoportante é mostrar as pessoas o que nos faz felizes e esperar que façam o mesmo comonosco para podermos chegar lá.

Gostei do teu espaço e muito deste poste. faz-nos pensar.
Parabens

Maria-treva-flor disse...

Palavras escritas em desassossego com os conteúdos necessários à realidade que exprimem os estados de espírito.
Uma lógica inerente ao inconsciente qua só obedece a uma razão que a própria razão desconhece..daí seja o que "ela" te disser/fizer é lícito.

Venha de quem vier, venha de onde vier. Espera o inesperado e serás surpreendido".

Beijo*

gasolina disse...

Só podería dizer "Também te amo tanto!"

Belissimo!

Muitos beijinhos e feliz da tua volta.

impulsos disse...

Brain
Se eu te dissesse
Que adorei o que escreveste.
Acreditarias?
Pois é verdade!
Adorei cada verso
Cada dizer
Cada sentir
Deste teu poema
De eterno Amor.

Beijinhos

mariazinha disse...

Se alguém me dissesse isso, eu ficaria, provavelmente, sem palavras...
Um beijo estaria mais adequado, de certeza...
Beijos, B.

Claudia disse...

Espero que te sim...

Será?

O meu beijo sincero

Memórias de Um Sorriso Luso ® disse...

Dizia:

Olha querido,já temos ar condicionado. Comprei pãozinho ,tens água fresca no frigorifico,a avaria electrica está solucionada, marquei as consultas, no oftalmologista e psicólogo.Trouxe-te uns filmes,porno e comédias.
Já que falei tanto,senta-te aqui, vamos lá ver essa dôr no peito.Saudades? Da outra? queres partir? não queres a casa e o carro? compreensão? E ainda dizes que me amas???


ou...

olhava-te bem no fundo da alma e dizia-te...vem, dá-me um abraço...

ou...

Sorrindo...Amas-me tanto assim?

Três respostas a três hipotéticas pessoas...

Take care

Isabel disse...

Se eu te dissesse
Que adorei estas tuas palavras
...
Acreditavas?

Pois, podes acreditar; achei fantástico.

Bom fim de semana

Bjt

Maria José disse...

Simplesmente um arrepio tomaria conta do corpo vacilante e envergonahria a alma na hesitação...

Secreta disse...

Se eu te dissesse ,
Que me surpreendes com as tuas palavras ?
E se eu te dissesse,
Que o Amor sente-se em cada uma das tuas palavras ?
Beijito :)

Flor disse...

Fantástico!
Teria tudo isso que questionas, se o Amor que me derem , for semelhanta ao que alimentas.
Cada um intensifica as coisas, conforme , espirito, vontades e forças.
O teu Amor é límpido!Não falo do "AMOR E UMA CABANA", tu tens capacidade de ama, ver coisas que outros não consegues, e depois é simples, actuas em conformidade.
Eu tive um presente em 2006 que nunca esquecerei,estaras por perto em palavras, sentimento, em energia, é também um amor de quem partilha, torna-se Feliz, e "alivia" algumas aginias de quem sozinho nem sempre vê o outro lado.
Admiro-to muito!
Bj para ti e 3 ninas.

Dhyana disse...

Dir-te-ia que o teu amor é grande e sortuda é a pessoa que o merecer.
Beijos...

as velas ardem ate ao fim disse...

Que gosto de ti!

bjinhos

Jose disse...

Poema de palavras simples directas que pede sem grandes rodeios também uma resposta simples e directa.

Um abraço.


José

Teresa disse...

De tantas resposta possiveis,eu diria:
"Fica comigo...para sempre!"
T

Som do Silêncio disse...

Brian...

Ao acabar de ler este fabuloso post, pensei "vou escrever no comentário algo do tipo *se eu te dissesse* e depois escrevia algo mais."
Entro nos comentários e vejo mais amigos tiveram a mesma ideia.
Assim...só me resta dizer-te que é lindo demais o que escreveste, e que de facto me tocou bastante. Arrepiou...

Beijo Silencioso para ti e para os teus

su disse...

Como sempre...as palavras sem palavras ou sem jeito para classificações...
Que bom vir de férias e de férias bloguísticas e deparar com a qualidade divinal destes textos!
Os contrastes bem medidos nas oposições certas fazem a parte da complementaridedade ideal...se por um lado se fizesse isto noutra altura poder-se-ia fazer aquele outro...e tudo seria viável nos momentos certos que exigissem determinadas acções! Mas expresso desta maneira...que beleza...a harmonia das partes que não implica nem retirar, nem acrescentar enm modificar nada! (li este conceito hoje num filme que fui ver: NEXT)

Deixei na Teia o "rescaldo" das férias mas em repetição noutro cantinho que penso que poderá ser a continuação da Teia. Em:
http://teiadeariana.blogspot.com/

Beijos em fio aqui da Teia.

Alex disse...

Que aprendi a voar e a amar?

Alex disse...

Que força têm as tuas palavras Brain, belas!

NARNIA disse...

Brain
Claro que gostei do excerto deixado no meu cantinho, sei como gostas do Pedro Paixão tb partilho esse gosto.

Sobre este teu post esta divino!
Tenho passado por aqui em silêncio ando com tão pouco tempo que nem dá para comentar, mas não perco o que escreves :)

BJGrande

maria josé quintela disse...

a quem quer que o digas, ficará decerto sem voz!

©õllyß®y disse...

A razão que a propria razão desconhece...

Doce beijo

borrowing me disse...

brain
é verdade já me tens acompanhado e pelo teu comentário também tu achas que está na hora de dizer adeus
isto nunca esteve tão mal cá dentro
a minh luz está a morrer
e está a dar cabo de mim desistir
mas eu vou conseguir
eu juro que vou
é imortal conseguir viver assim para sempre


adorei o teu texto, e mais uma vez espero um dia ter alguém que escreva um assim para mim
tão cheio de ternura e desejo de amor

obrigada pelo acompanhamento
mas até estou a pensar em deixar de escrever
pois até aqui escrevia para ele...

mas volto cá sempre, bjs e até já

gata disse...

apenas "shhhiuuu"
e deixar-te-ia sentir, em vez de falar.
Vim agradecer a visita e fiquei sem folego quase, para te comentar....

Beijo de gata

MADRUGADA disse...

Magnifico.

Branca disse...

Diria que estou aqui,
que sou uma pessoa tal como tu, que tenho sonhos, pesadelos e outros afins tal como tu,
que quero ser feliz, quero quem me compreenda, quem me ame, tal como tu...
Mas, por tudo que fazes por mim eu o farei por ti...
Assim, ajudas-me a ser feliz e eu ajudar-te-ei a ti... Tal como tu e nós quisermos...

Beijinhos e boa semana :)

Som do Silêncio disse...

Olá!

Passei para te ler de novo e para te deixar um beijo!

Beijo Silencioso

brisa de palavras disse...

Se eu te disser que gostomuito de passar por aqui podes acreditar que é verdade...
um abraço

brisa de palavras

Miriam Volpiceli disse...

Um poema simples, direto.. emocionante.

Maria disse...

depois de te ler fiquei sem saber o que te diria...mto lindo :))beijinho grande

Utzi disse...

Bem... Tu cada vez mais consegues deixar-me sem palavras... Magnífico... Simplesmente magnífico.

Um beijo

Azul disse...

Olá Dear Brain!

Talvez...

Talvez ficasse sem saber o que dizer. Talvez achasse que por maior que fosse o "meu" amor o "teu" o superava. Talvez não dissesse uma palavra e "te" desse apenas um beijo na testa e "te" abraçasse. Talvez sorrisse e nele "pudesses" ler a resposta. Talvez "te" dissesse que "me" terias sempre ao "teu" lado. Talvez "te" dissesse que não imaginaria a "minha" vida sem "ti". Talvez...
Talvez "te" dissesse simplemente que "te" amava.


Beijinho
Azul

Um Momento disse...

Só poderia dizer-te tudo o que disses-te , partilhando cada letrinha ...
Deixo um beijo com saudades de te ler
(*)

su disse...

Mais uma leitura atenta e sem respirar por estas palavras...

adc disse...

"Eu?! Dir-te-ia, simplesmente, que arrisco."

Bj da adc

http://poemasdesarrumados.blogspot.com

Paulo Sempre disse...

Interessante, digo excelente!!!!
Paulo

Som Do Silêncio disse...

Brain...

Diria simplesmente vem cá e abraça-me...

Lindo demais...

Fiquei enlevada pelas palavras.

Um Beijo Sereno

Calimera disse...

Que tu és Grande

su disse...

Passei para ver se havia novidades deixo na mesma um beijinho aqui da Teia.

Simplesmente... eu! disse...

Olá!
Vim agradecer pela presença, pedir desculpa pela ausência... e dizer que voltei... mas não como solitária!
Beijinhos

CM disse...

Eu também vivo com essa questão!...

Está excelente, como sempre.

Ly disse...

E se eu te dissesse que amei...

bjs

Ly

Jose disse...

Como é amigo uma pausa na tua inspiração ?


Um abraço.


José

as velas ardem ate ao fim disse...

Que é feito de ti??'

bjinhos

gata disse...

olha....e assim de repente ficaste sem nada para dizer??

Volta, tens um beijo de gata à tua espera!!

flor disse...

beijo para ti

Ly disse...

Diria que a minha é só resposta

Ana disse...

Dizia-te apenas o que me saísse do peito em cada desses momentos.

Abraço.

Flor disse...

Ao reler-te, e ao sentir o mundo mágico mas real, do qual és a prova,dir-te-ia,que se "me dissesses...."responderia: aprendi a Amar assim, e o olhar que encontrei enche-me a Alma.