quinta-feira, novembro 08, 2007

Nunca me digas Adeus


Nem que de costas voltadas,
Passes a porta,
E por cima do ombro,
Olhes para trás,
Pela última vez…

Não me digas Adeus!

Nem que me apertes os dedos,
Entrelaçados nos teus,
Com as minhas mãos nas tuas,
Como só nós o sabemos,
Como só nós o fazemos,
Pela última vez…

Não me digas Adeus!

Nem que me abraces,
Com a força de um sismo interior,
Que me eleva e me revolve no ar,
Me beijes com a intensidade e força
Só de quem sabe o que é amar,
Me faças sentir parte de ti,
(Em ti, sempre em ti,)
Como tu de mim,
Pela última vez…

Não me digas Adeus!

Nem que cruzando
Os teus olhos com os meus,
Com eles me digas,
Que estás a sair,
Que vais partir,
Que me estás a olhar assim,
Profundo em mim,
Pela última vez…

Não me digas Adeus!

Não me digas Adeus,
Pois no teu lugar vai ficar o vazio,
O espaço de ti,
Que para sempre ficará assim,
Em mim,
A aguardar pela possibilidade,
De um dia, seres de novo realidade.

Não me digas Adeus,
Pois tu ficarás para sempre em mim,
Como a esperança do futuro,
Como o objectivo a alcançar,
Como o mote que me fará avançar,
Como o segredo mais bem guardado,
Como o desejo mais profundo e apetecido,
Como o tudo que tenho de mais querido,

Como as memórias do meu futuro,
Como as saudades do que ainda não senti,
Como as lembranças do que ainda não vivi,
Com tudo aquilo que profundamente desejo,
Ainda viver,
Contigo,
E em ti.

Por isso…
Por isso Meu Amor te peço,

Que nunca…
Nunca me digas Adeus…

Pois tu para mim,
Nunca farás parte do meu passado,

Mas sim,

Eternamente,

Do meu futuro!


(Até… Sempre...)

26 comentários:

Putty Cat disse...

"Hoje parto para lugar incerto. Talvez parta para a vida. Talvez ela me convide para entrar e talvez eu me decida a ficar.
Ou pelo menos gostava de pensar nisso. Ficar. Pensar em decidir ficar.
Por isso, hoje vou meter-me no comboio e fazer a viagem.
Direi adeus, hoje, mas não te digo as horas a que parto porque não quero despedidas.
Não gosto de dizer adeus. Não gosto de proferir essa palavra.
Gosto de a pensar apenas. Mas num adeus que signifique um “até breve”, um “até já”.
Hoje, quero despedir-me deste chão, e destas paredes, mas não de ti.
Quero levar a noite comigo e a lua com a noite e tu numa caixinha que guardo no peito.
Nem fotografias levo. Não preciso de um retrato para amar. Preciso apenas de um coração, de uma certeza, de uma vontade e do outro lado a reciprocidade na mesma forma e medida.
E essas eu sei que as tenho todas.
Também não quero que te prendas às minhas fotos. Se fosse a ti, rasgava-as todas.
Ama-me como me vês, dentro de ti, e não como a objectiva me capta.
Imagens, não passam disso mesmo. É material solúvel a curto tempo e no tempo.
E dentro de ti é intemporal. Dentro de ti, serei eterna, até ao dia em que tu próprio te tornes eternidade.
Hoje parto para a vida. E ao partir para a vida, quero que saibas que parto para te reencontrar, não como no teu retrato mas como imagem captada pelos meus olhos e transformada pelo coração. Eterno.
Adeus, não é para quem morre, é para quem sabe que um dia se vai reencontrar. Eu tenho a certeza que nos vamos reencontrar, senão aqui, noutro lado ou noutra qualquer dimensão, para lá do material, para lá do pó da terra, para lá dos retratos.
Não chores. Canta, ri, dança, e se chorares, que seja de alegria.
Adeus não é para quem morre. É para quem espera nos dias um novo encontro, um reencontro.
Por isso, digo-te adeus em pensamento. Recebe-o com um sorriso.
Ama-me sempre, ou pelo menos até eu voltar. Se tiver que me despedir de vez e de ti, quero fazê-lo com um beijo de boas-vindas.

Adeus…"

Maria José disse...

Adeus diz-se na morte, quando a esperança deste mundo se esfuma e talvez a de um outro nasce da tristeza da partida.
Até lá... até sempre.

Estranha pessoa esta disse...

A-Deus.
Ad-eus.
Adeu-s.
Palavra completa?
É um qualquer largar..
Largas?

...
Saudades de andar por aqui ;)
Beijo sem Adeus!

Ly disse...

Me lembrou um poema da encandescente....lindo, lindo, lindo.....

Mas eu prefiro um Adeus a esperança de um até breve....

beijocas

Ly

Azul disse...

Dear Brain!

Nunca Adeus...

Adeus faz-nos sentir que o sonho termina, que a esperança num amanhã se perde. E mesmo, quando partem os que nos são mais queridos, não é Adeus... porque em nós residem sempre aqueles que amamos.

Simplesmente maravilhoso!

Um beijo
Até...

Rui Caetano disse...

Poema bonito, profundo e inquietante.

NARNIA disse...

Sem Adeus, sem Ausencias, sem tristeza e sem dor, apenas distâncias intemporais, numa constante que é a vida.

BJgrande

Chahy disse...

Confesso que não dessa palavra, desse "Adeus", é absolutamente castradora de toda a esperança.

Adorei o que escreveste, sinceramente!

Papoila disse...

Profundas palavras ....

Tantas vezes abusamos da paçavra Adeus quando o que queremos é um simples "até já"...

SEm adeus e com beijos
BF

Calimera disse...

Lindo o teu poema.
Por vezes fazfalta um até já, mas nunca um adeus.

Beijinho

impulsos disse...

É por isso que não gosto de dizer adeus...
Prefiro deixar no ar o perfume, e na alma... as marcas de um sentimento.
O adeus é uma palavra triste e que poderá fechar uma porta que talvez não se deseje fechada. Mesmo que se feche, não se esbarrará com o letreiro deixado pendurado, com essa triste palavra...

Escreves sempre coisas tão bonitas!

Beijo

gata disse...

Apenas te peço que não digas adeus.....e que não apagas com essa palavra o brilho dos meus olhos que nasce nos teus.


Muito bom!!!
Beijo de gata.

Flor disse...

De novo ler-te, é reconfortante e enérgico!
Esse Adeus que preferes não ouvir...não sei se custa mais o silêncio e a tristeza do olhar os lábios serrados com a palavra em pensamento, dizê-la...ou eternamente ficar preso a um vazio de "fim".
!"vi-te partir, olhando com uma expressão rude, uma pedra na fantasia de dias partilhados.O silêncio , era mais que ADEUS,essa palavra que neste contexto poderia muito bem ser um até depois...contráriamente, um vazio de palavras, cheias de expressoes pesadas, não ouvi o ADEUS esse fim, que escrito no ar , sentido na pela...ninguem proferiu, mas que tanto senti."
Não tenho paz, com história ou situações por concluir...
Sentir o Fim, de algo a que um dia sozinha por contigências da vida disse ADEUS.
Quis ignorar que tinha alma , sentidos e muito de mim para dar....apareces...encontro-te...e parte...sem um simples "ADEUS".
dIferença estará no sentimento que unem as personagem do teu escrito do Amor que convicta, afirmo passares para o papel.
Neste caso, queria pedir...."pelo menos diz Adeus".....

su disse...

Nunca podemos deixa a palavra solta pelos ventos do futuro...não sabemos o que as tempestades nos trazem de volta para trás...seremos os restos das asas que voam para o futuro ou as sombras dos olhos que se fecham no passado?
Continuamente, como tudo faz parte de um elo, de uma cadeia, as memórias assaltam-nos e transformam-se na matéria do que temos agora...por isso, o Adeus não tem significado.

Beijos aqui da Teia.

Secreta disse...

Porque o Adeus é definitivo , e dói , doi tanto escutá-lo!
Beijito.

Maria-treva-flor disse...

Não digas tu nunca adeus deste espaço.
É sempre tão aprazível ler-te.

Beijo*

Ás de Copas disse...

Eternidade de tudo aquilo que o tempo não consegue abraçar... apenas e só... eternidade!

Beijo

Charroco disse...

foi fixe passar por aqui .

adc disse...

Agora mesmo vive e não necessitarás do nunca... do fufuro e da espera. É agora!

bjs

Pedro Jorge Moreira da Silva disse...

e a primeira vez que aqui venho gostei do que li
voltarei.
em relacao a este poema esta espetacular transborda sentimento
fica bem

lisa disse...

Arrepiei-me ao ler o teu poema, simplesmente delicioso.

Beijo.

Maria disse...

adeus ?nunca!nunca digo adeus....diz ate mais ver :))jinho no nariz

Um Momento disse...

Dir-te-ei apenas...
Até já...num soprado beijo... em ti

(*)

ivone disse...

adeus sem adeus

Paula disse...

É por isso que não gosto de dizer adeus.
As pessoas de quem gostamos fazem sempre parte de nós!

Abraço e parabéns pela sua escrita!

cabecinha d'alfinete disse...

Adorei! Lindo! Palmas! :)