quarta-feira, abril 16, 2008

Ser


São as palavras que com os olhos,
…Me falas,

São os sons que me sussurras,
...No pensamento,

São as imagens de ti que me atiras,
...Ao peito,

É o odor que emanas,
...À minha memória,

É o calor da tua pele que cristalizas,
...Nos meus lábios,

É o toque do teu cabelo, que me arrepias,
...Nas lembranças,

É o cravar das tuas unhas, que me ecoas,
...Nas cinzas das horas,

É a humidade do teu corpo colado na pele,
...Dos meus sentires,

É o teu passo corrido, saltado adentro,
...Do precipício de mim,

É o TANTO de Ti,
No tão pouco,
De Mim.

13 comentários:

Maria José disse...

É o imenso que se é no ganho de alguém que sussura palavras de sono tranquilo ao nosso lado.

Cláudia disse...

Como me identifico e me encontro nestas palavras.

Ler este texto ao som do "Trumpets" dos Waterboys foi inexplicável.

Os Waterboys estão presentes há anos na minha vida e estão associados a alguns dos momentos mais intensos e marcantes da minha história. Têm uma sonoridade única, umas letras lindas e cheias de conteúdo.
Já os vi 3 vezes em concerto e espero não ficar por aqui. São grandiosos em palco. Como o teu texto.

Beijinhos. Fica bem. ***

Azul disse...

Dear Brain!

Este teu texto fez-me lembrar algo que li (não me recordo onde, nem de quem era) mas é assim:

"Poderia dizer-te:
"É muito o que te posso dar.
Mas o que existe em mim será suficiente?"

Meu beijo
Azul

Ana disse...

"tanto de ti no tão pouco de mim"...
Grande remate.

Beijo enorme

Nota: Tens um mimo no meu 'Fragil Foot'

Sea star_ Hannanur disse...

É o calor da tua pele que cristalizas,
...Nos meus lábios,


e fica-nos tudo na pele...

É sempre BOM ler-te

kiss e gwk

Ás de Copas disse...

(...)
'No tão pouco,
De mim."

Será que é assim tão pouco?

mariazinha disse...

um "tão pouco" que tanto é.

beijo*

as velas ardem ate ao fim disse...

Olha eu gostacva de escrever assim...sentir assim..

um bjo

LNeves disse...

Tem que ser suficiente, se deres o melhor de ti!!!

***MUAH***

Baraújo disse...

imensamente bonito... como sempre... só pode. vindo de ti...

um abraço...

aki se vê que não há assim tao pouco de ti.

IMAGENS E SENTIMENTOS disse...

TUAS PALAVRAS...
TEUS SENTIMENTOS...
TUA SENSIBILIDADE....
MARAVILHOSOS...

PARABÉNS

Pedro Branco disse...

Nunca te direi o tanto que por enquanto ainda me tento por te tentar ainda. Como talvez se calhar um dia de noite tudo voltará ao nunca que foi quem sabe aquele momento em que tudo nem sequer começou. Porque de tanto pouco em mim de ti por entre nós nada se desfez e tudo se revoltou. Outra vez por dentro do que de nós acontece. Nas margens do verso que se tece.

------- derivações de palavras por entre um abraço -------

Papoila disse...

E tanto de TI aqui nestes versos...

Lindo
BF