terça-feira, março 31, 2009

Tu!


Não são apenas os teus olhos,
Esses que quando me olhas,
Fazem prisioneiros os meus,
E passeando-se pelo interior de mim,
Tecem a teia em volta dos meus sentires,
E regeneram sempre a minha vontade,
De que me faças prisioneiro de Ti.

Não é apenas a tua boca,
Essa de lábios finos,
Que quando sorri,
Concentra nela o meu mundo,
E despoleta em mim,
A vontade quase louca de os beijar,
Beijar esse sorriso de menina,
Que esconde esse estar de Mulher!

Não são apenas os teus cabelos,
Longos fios de memórias a dois,
Que ocultam os lóbulos,
Que ocultam o pescoço,
Que me invocam memórias de pele,
Memórias de arrepios de ser,
Memórias que são maiores que tu,
Maiores que eu,
Maiores que o mundo,
Do tamanho de Nós!

Não é apenas esse pescoço,
Onde me perco na suavidade,
Onde me perco no odor,
Onde gosto de me encontrar contigo,
A sós,
Numa dança de lábios,
Tão minha,
Tão nossa.

Não,
Não é apenas um qualquer destes elementos,
Não é apenas o conjunto,
Não é sequer o todo.
ÉS TU!
Tu que me dominas o pensamento,
Me espicaças os sentidos,
Me despertas o desejo,
Me levas ao rubro,
Me tens a mim,
Assim,
Neste pequeno e perfeito estar,
Que é,
O Tanto do Quanto te Amar!

(beijo)

9 comentários:

impulsos disse...

Brain
Escreves o Amor de uma forma sublime, recheada de tanto sentimento, que me é difícil descrever o que sinto sempre que te venho ler...

Destaco este pedacinho, pela beleza que o faz sobressair do resto do poema:
Que me invocam memórias de pele,
Memórias de arrepios de ser,
Memórias que são maiores que tu,
Maiores que eu,
Maiores que o mundo,
Do tamanho de Nós!


Sem mais... lindíssimo!

Beijo

as velas ardem ate ao fim disse...

Gostava de ter alguem que gostasse assim de mim.

Lindo!

bjo Brain

susaninha disse...

Que forma de AMAR tão intensa, e bela, abençoada é quem recebe esse amor, tão sublime...

Aproveitem esse Amor mutuamente,completem-se, desejem-se...Amem-se.

Que um anjo vos ilumine

Abraços

Nuno de Sousa disse...

Boas noites Brain,

Estive aqui qse 1h a ler alguns dos seus poemas chegando até ao ano de 2006, estive a ler alguns comentários, grandes admiradoras por aqui, era comentários uns atrás de outros :-), um blog divertido mas ao mesmo tempo de grande qualidade cultural e de exelente escrita, tem uma arte enorme qdo escreve, tem um dom e isso é raro, sabe aproveitar e bem o que tem.
Prabéns pelos excelentes blogues que tem.
Um forte abraço deste amigo,
Nuno de Sousa

Isabel disse...

Tenho pena de andar, por motivos de trabalho, tão afastada das tuas palavras; sabes, vou dizer-te uma coisa, tive tempos que, noite dentro terminado o trabalho, passava por aqui, lia-te e desligava o PC. Era o alimento que necessitava antes de me deitar.

Lançamento do livro para Coimbra, nada?

Fica bem
Bjt

Susn disse...

Nada a rever! :)

Poema lindíssimo, muito bem acompanhado pela foto e música.

Beijo

martinha disse...

Brain

Como é bom vir até aqui...
O teu espaço, o que escreves é sublime...

fica bem
martinha

Anónimo disse...

Eu explico. O inexplicável.
Por alguma razão, o meu browser só abre os blogs que lhe apetece abrir!
Isto abria. Já consegui resolver.

Beijo.

=^.^=

Anónimo disse...

Fantastico ...

Abraço , Anibal Borges .