terça-feira, junho 16, 2009



Cheguei para sempre a este lugar que és Tu.

Descreve-me agora
Como se eu fosse possível de existir sem ti

Porque eu já não sei falar-me,
Sem dizer-Te.


12 comentários:

Putty Cat disse...

Agora apeteceu falar "à moda" do Mestre Caeiro..

Se és mais alguém para além de ti mesmo,

Para quê descrever..
Para quê pensar..

Apenas Sê.


Beijo meu.

pin gente disse...

fecho os olhos
da minha boca sai o teu nome sem o saber ainda
as minhas mãos, que procuram descobrir-te, encontram-me.
se falares talvez reconheça a tua voz
ouvi-a, num sonho de criança.
e para sempre a guardei junto ao coração.
por isso, se falares, reconhecerei a tua voz!

um beijo, brain
luísa

Peregrina disse...

Que bonito.. gostei especialmente da ultima frase :)

Donagata disse...

Lindo! E constatei que te afeiçoaste às fronhas...

... a cada instante ... disse...

E depois de eu existir assim... se houver céu ou inferno ou algo sombrio e intermédio... recusarei morrer, pois deixei de existir em mim. Sou um reflexo de Ti...

Parabéns!

eu, do alto do meu salto disse...

Ganhaste gosto pelas fronhas :D:D
Bonito, como sempre!

nuvem disse...

Olha, olha, queres ver que trocaste os lençóis pelas fronhas de almofada? Gostei :) Mil beijos

Papoila disse...

O Chegar e desfazer as malas... ficar para sempre.

Bonita esta forma de ser

Bjs
BF

Doce Pecado disse...

Que fantástico esta conjugação de palavras.

Cláudia disse...

Uma boa semana, um beijinho e um sorriso. :)
***

Estranha pessoa esta disse...

... aqui superaste te :D

Muito bom mesmo.
..
Um abraço enorme para ti.

Estranha pessoa esta disse...

Hoje estou numa de reler coisas passadas......

E este teu texto é um dos meus preferidos.

Abraço grande para ti.