terça-feira, abril 24, 2007

Houve um dia...


Houve um dia,
Que passaste, e eu não te vi.

Houve um dia,
Que chegaste, e eu não te senti.

Houve um dia,
Que me falaste, e eu não te ouvi.

Houve um dia,
Que me procuraste, e eu não te recebi.

Houve um dia,
Que foste embora, e eu não percebi…

Houve um dia,
E depois outro,
E ainda outro,
E a partir desses,
Tantos outros,
Em que eu,

Por ti procurei,
Só para te ver passar,
Só para te ver chegar,
Só para te ouvir,
Só para te receber…

E então descobri,
Que tu…
Tu já não passavas,
Tu já não chegavas,
Tu já não falavas,
Tu já não me procuravas,

Porque tu…
Simplesmente…

Já não existias!

(e então chorei…)

44 comentários:

Wife disse...

Efectivamente só damos o devido valor ao que tinhamos, depois de o perder.

Mas nunca é tarde para começarmos a dar valor ao que temos.

Beijos
TUA

sonhadora disse...

houve um dia em que te descobri...e não mais te perdi.
Fazes parte dos meus sonhos.
Beijinhos embrulhados em abraços

betty boop disse...

Doces palavras embaladas pela saudade, por uma agonia sem fim.
Só nos resta recordar...

Um beijo.

O Sentir dos sentidos disse...

Mas que poema lindo!!!
Tudo tão lindo...que mesmo ao final, quando então choras...mais belo, ainda assim termina.
Adorei!
Aqui pude sentir sensibilidade e docura.
Beijo terno Brain,

PS; Feliz por tua visita :)...Ah! gostei do teu comentário tá?

além do horizonte disse...

...
Muitas vezes passo e saio em silêncio...

Mas hoje saem estas palavras num jeito simples, no sentir do momento.

Houve um...
dois...
muitos dias!
As vezes descobrimos que afinal, mesmo perto, alguém deixou de passar, de chegar, de falar...

Porque deixamos de "existir"

( Então aí... choramos sim!)

Depois???

De Alma lavada, guardamos ou não o que existiu!

Se choramos é porque também temos a capacidade de sorrir, nos dias do Hoje...

(Há palavras que nos tocam...)

Um abraço num sorriso
mªjose

A.S. disse...

Obrigado Brian pela tua visita. Serás sempre bemvindo! Também tens aqui um belissimo espaço. Vou voltar com mais tempo!

Um abraço!

NARNIA disse...

Como sempre um post sentido...
A dor tem uma cor, e o sofrimento uma tonalidade, na memória guardamos nuances de saudade.

BJS

Azul disse...

Olá Brain!

Não devia... mas há quase sempre um dia assim nas nossas vidas. O importante é aprendermos algo com ele e tentar que não existam muitos mais.

Um beijinho
Azul

as velas ardem ate ao fim disse...

Por vezes precisamos de perder para sentir a falta.

bjinhos

rato sorridente disse...

Não serve de consolo, mas tudo aquilo que amamos profundamente, mesmo não estando presente, torna-se parte de nós mesmos.

Abraço

PAH, nã sei! disse...

Mas... do que vale chorar sobre "leite derramado"?

Resta um encolher dos ombros, aceitar, recolher os cacos e esperar não partir outro...

mariazinha disse...

...
e as lágrimas lavaram-te a alma
e um outro dia mais luminoso veio
...
*

adc disse...

Muitas vezes choramos por nós... não por quem vai embora. Entristece-nos o abandono...

Bjs desarrumados da adc para te fazerem companhia!

http://poemasdesarrumados.blogspot.com

Helena Nunes disse...

Dias houvesse em que tal não se passasse,com quem ao nosso lado passa e nós, sem pensarmos que afinal tal se passou, seguimos depois paramos e lemos: "Houve um dia que passaste e não te vi".

Passei, li e vi

as velas ardem ate ao fim disse...

Feliz dia da liberdade!

bjos

Morrigan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Morrigan disse...

Pelo menos houve dias em que te foi possivel senti-la...pensa nisso e no meio das tuas lágrimas surgirá um sorriso
Um beijo doce

Moura ao Luar disse...

O importante é aprender com os erros, e da próxima vez estar mais atento :-)

TAU TAU TUFA disse...

ouve um dia...em que te encontrei.
beijo

Rosa Maria disse...

Pois...por vezes só nos apercebemos do que tanto queremos , qd já não podemos ter...
Andei em risco que isso me sucedesse...acho que percebi a tempo, antes que fosse tarde...
:) Fizeste-me divagar...
Fica um beijo

Crystal disse...

Essas são as lágrimas que mais doiem...A dor do arrependimento e do não vivido...Mas como tudo, o tempo esbate ;)

Lindo!

Bj

Existe uma estrela no céu que ninguem vê senão eu! disse...

Ho não fiques triste ... bjinhos

Jose disse...

Belo poema, a perda é sempre uma lição de vida por muito que doa.

Um abraço


Jose

flor disse...

Olá boa tarde a todos!
Assim será com todos nós, um dia não vemos o que noutro procuraremos.Estas perdas em pleno associava-as sempre a despedidas de morte,mas hoje; até em mim qdo penso no que fui (esperei,sonhei);no que vivi(passou tanto sem eu ver);e como estou no que perdi,aperta um pouco o coração.Há desânimo,tristeza da passividade,e do sofrimento...
Mas ,se não te vi,é porque noutra direcção olhava,outra vivi,e deixei,completeia-a ou nunca fiz nada de concreto.
Portanto,cada momento aproveitado ou vivido em pleno ao apenas em registo é vida,mais tarde terá a marca da sua expressão,numa frase mais triste ,ou em força.
Para meia dúzia que me conhecem,sabem que o momento é difícil,mas continuo a pensar que não é o fim.vou tentar não chorar,e lendo as tuas palavras entender o que agora não deverá falhar.Bjs para ti e tuas ninas.

CM disse...

Simplesmente belo!
Fiquei sem palavras, para descrever o q senti ao ler...

Beijo

DDivinal disse...

e então chorei...

e vi-te, senti-te, ouvi-te, recebi-te, percebi-te

pena a perfeição do pretérito
mas então... se assim é sempre:

saudando o passado se vive no presente aguardando o futuro.

borrowingme disse...

porque é que se passa ao lado do que parece perfeito para nós?
por que é que não está assinalado, tipo com um neoon... era mais fácil para alguém que neste caso passei e perdi a oportunidade...

bjs

adoro te ler...

impulsos disse...

Só é pena que quando se dá por isso... já é tarde demais!
Quase sempre...
E aí, caiu-se finalmente na realidade e chora-se o bem que se perdeu!

Beijo num impulso

Existe uma estrela no céu que ninguem vê senão eu! disse...

Olha ja que e mostras-te um poema do meu poeta favorito ..
Vou te mostrar outro : lindo

Vivem em nós inúmeros;
Se penso ou sinto, ignoro
Quem é que pensa ou sente.
Sou somente o lugar
Onde se sente ou pensa.

Tenho mais almas que uma.
Há mais eus do que eu mesmo.
Existo todavia
Indiferente a todos.
Faço-os calar: eu falo.

Os impulsos cruzados
Do que sinto ou não sinto
Disputam em quem sou.
Ignoro-os. Nada ditam
A quem me sei: eu ’screvo.

( este tem haver cmg) :) kiss

Luciana disse...

E porque tem de ser sempre assim? Porque temos de perder para ver que faz falta?
Muitas vezes acomodamo-nos ao que temos porque temos uma certeza que ali permanecerá para sempre, mas nem sempre é assim!!
Resta-nos saber apreciar todos os momentos e valorizar o que temos para não sentir a dor da perda!! :)
Beijinhos grandes

Flôr disse...

Brain,desculpa ocupar este espaço com coisas minhas,mas no fundo torno-as nossas.
Hoje é o dia de aniversário da minha Mãe,e hoje é última tarde por estas bandas;então pegando na caneta ,a minha actual arma para matar horas,escrevi:
A ti, devo a força que sinto neste momento!
A ti, devo a garra de não ser derrubada por injustiça!
Sofro as consequências, mas tal como tu é com silêncio que mostras a tua posição diferente,e eu faço-o neste momento.
(...)Não foram meses fáceis!
A ti devo esta força, e de ti preciso de energia e garra para o amanhã.
Hoje ,é já pouco tempo seja lá para o que for,amanhã recomeço!
Terei dor no peito,porque o "Medo" também tem tamanho, e neste momento é quase da minha altura.
Mas contigo e todos aqueles que estiveram ao meu lado,a força não acabará.
Amanhã serei uma vencedora, hoje a guerra ainda é dura...
É contigo no peito que aguento,sem lágrimas,mas rebentada.
Obrigado pela tua força!Obrigado por me teres ensinado a ser uma Mulher honesta e de armas.
Beijo doce mãe ,meu e dos piratitas-Rafa e Afonso.

papoila disse...

bom post brain.

madrugada* disse...

Brilhante!...

madrugada* disse...

Estás à vontade, podes linkar.

Posso fazer o mesmo relativamente ao teu?

Som do Silêncio disse...

Olá!

Mais um post que nos deixa sem palavras...
Gostei!

Beijo Silencioso

.*.Magia.*. disse...

Olá Brain...

Tenho visitado as tuas taradisses...mas não me têm saído palavras para te comentar...

Houve um dia, que foi hoje, que resolvi deixar marca da minha passagem...!

Chegou o dia de te dizer que gosto muito das tuas palavras...as que plantas aqui e as que deixas espalhadas no meu cantinho...

Agora vou ali abaixo...
Ao post de baixo...

Um beijo para ti...

Trebor disse...

Brain

Se ainda pensava nessa pessoa, se ainda (d)escrevia a sua ausência, então ela ainda existia - para si!

Bom fim de semana.

Abraço

White Angel disse...

Mais um texto escrito com o coração...

Passa no meu blog, tens lá uma coisa para ti!

Beijos com sorrisos e carinhos...

soggyscheme disse...

genial!

unicamente isso
=)

borrowing me disse...

boa semaninha...
esta vai ser mais curta!!!
obrigada pelo comentário, mas ainda não percebi de qual faço parte...


bjs

sonhadora disse...

Uma semana de sonho.
Beijinhos embrulhados em abraços

B. disse...

LINDO!

Pk será que só damos valor ao que perdemos! como eu te entendo!

beijo

Cinza disse...

...

Cinza disse...

Uma pureza sem descrição...