sexta-feira, dezembro 07, 2007

Como?


Como dizer-te,
Deste sentimento que me inundou,
Desta sombra permanente em mim,
Deste escuro em que permaneço,
Que me toma os pensamentos,
Os sentimentos e as noites.

Como dizer-te,
Fazer-te compreender o tanto que de mim levas,
Fazer-te compreender o tanto que para mim és,
E que a tua indiferença,
Fere mais que as agressões de outros.

Como dizer-te,
Mostrar-te que o mundo era outro antes de ti,
Mostrar-te que a razão ganhou outros argumentos,
E que o sentido das coisas,
É agora outro, e fica perdido sem ti.

Como dizer-te,
Fazer-te sentir que eu,
Eu não quero saber de porquês ou explicações,
Quero é saber-te aí para mim,
Quero é saber-te aí por mim,
Quero é saber que também tu,
Me queres a mim,
Desta mesma forma, assim.

Como dizer-te,
Que por vezes o silêncio magoa mais que as palavras,
Que por vezes as palavras se tornam banais,
Que tudo faz sentido até ao limite de nós,
E que a partir daí,
Já nada importa.

Como dizer-te,
Que os jogos me cansam e me desgastam,
Que a incerteza de cada dia me rasga,
Que o que eu quero é simplesmente,
Poder ser eu para ti, e tu para mim,
De forma simples, clara e límpida,
Sem deveres nem obrigações,
Sem culpas nem desculpas,
Apenas pelo Real prazer de o sermos.

Como dizer-te,
Que saber-te bem é tudo,
Que saber-te por mim é tanto,
Que não saber-te...
É vazio.

Como dizer-te?
Como mostrar-te?

Como fazer-te...
... S e n t i r ?

33 comentários:

Ana disse...

Só me interessa que estejas,
mesmo quando não estás...

Um abraço.

Anita disse...

"SENTIR" é só para os humildes e mais afortunados. Lindo poema! Parabéns! Anita

Á flor da pele disse...

Eu gostava de te dizer como...mas acho que isso depende mais do "outro" (seja quem for), do que de nós...Já percebi, quem em matéria de "sentir", só nós querermos, não basta...
Fica um beijo...e um obrigada...

P-S disse...

Como dizer tudo isso quando as palavras parecem ser todas poucas e parecem nunca dar o ênfase à verdade do que se sente?!

Simplesmente FANTASTCO!

Lindo mesmo!

gasolina disse...

Sem dizer. Basta olhar e dar as mãos.

Gostei do ritmo, muito!

beijinhos.

Ly disse...

Me lembrou um filme este poema....

"Eu te amo"...Amor?
Onde ele está, não o sinto, não o vejo. Ouço palavras que não posso tocar, não relaciono a nada.

Então como??

bjs

Ly

Bichinho disse...

Um vazio...beijo fantasma

gata disse...

olhos fechados
pele na pele é assim o como

Secreta disse...

Faço-me essas perguntas muitas vezes ...
Como mostrar toda a essencia do nosso sentir ?!
Beijito.

Peach disse...

Sei o que é isso..

como dizer
como fazer sentir...


eu sei.

beijo grande

Oliver Pickwick disse...

Poesia inspirada, caro Filipe. A melancolia numa linguagem primorosa.
Tenho certeza que o lançamento do seu livro, será repleto de sucesso. Parabéns!
Abraços, e tenha uma ótima semana!

Azul disse...

Dear Brain,

Como?! Essa é uma pergunta que tantas vezes faço a mim própria.

Talvez não sejam precisas palavras, talvez baste um olhar, um sorriso, um dar de mãos. Talvez afinal sintam... e sejamos nós a pensar que não...

Beijinho
Azul

NARNIA disse...

Mesmo que não pareça, no fundo sabemos sempre como o fazer, só que nem sempre o fazemos da forma que o outro gostaria...

Beijinho

wife disse...

Quem ama sabe...

E nem são precisas palavras...

impulsos disse...

Se calhar não é com palavras...
Se calhar é com gestos e carinhos, ou apenas com um aperto de mãos... um sorriso rasgado e um olhar profundo!

Beijo

Rato Sorridente disse...

Antes de saber como dizer, é preciso ter a certeza do que se vai dizer e se ainda é tempo de o dizer ...

as velas ardem ate ao fim disse...

Simplesmente ...amo-te.

bjos

Vertigo disse...

Todo este poema (lindo) se pode traduzir numa só palavra.e tu sabes bem,qual é ;)

Um beijo**

Maria José disse...

Simplesmente falando na língua muda que só a cumplicidade pode ensinar a decifrar.

nuvem disse...

Tantas são as perguntas para as quais não temos respostas...

Como sempre, muito bonito.

Beijo

Baraújo disse...

já o fizeste de uma maneira... através das palavras q tao bem sabes descrever e alinhar para dar um sentido ao teu sentir...

mas é sempre uma pergunta à qual deixo q seja o momento a revelar...

adorei, como adoro a profundidade q das ao q escreves...

um abraço - "daqueles"

Maria-treva-flor disse...

Como dizer.te, dizer.lhe
ao ler.te..
sinto.(o) frio da sua presença intacta na cama que já foi quente.
Como dizer.te, dizer.lhe
ao ler.te...
nesta madrugada que já não tem por onde correr, de tão gasta de outras madrugadas, que sem ler.te, não sei como dizer.te, dizer.lhe....fazes.me falta.

....mais 1 texto memorável.

Beijo*

Secreta disse...

Olá ,
passo para desejar boas festas.
Beijito.

ContorNUS disse...

num silêncio...
de um olhar...pairam as palavras indiziveis desse sentir sincero amordaçado

KI disse...

Acredito que mais se sente do que se compreende. Possivelmente, pela presença em cada dia, presença de afectos e de querer bem, presença de cumplicidade e partilha. Mas tu dizes muito bem, um poema sentido e bonito, muito...


www.chapiteau.blogs.sapo.pt

***Serena*** disse...

Sentindo apenas...

***

borrowing me disse...

acho que já te tinha dito uma vez, que não há nada como sentir na pele
há sentimentos que dificilmente conseguimos expressar a quem não quer sentir...
como dizes: é vazio...

parabéns pelo livro
parabéns pela tua escrita. escreves maravilhosamente bem!
bjs bom fim de semana

Papoila disse...

Sabes perfeitamente como o dizer ...

Beijos
BF

su disse...

Como o dizer, como o sentir, como o expressar...tantos de nós o fazemos de maneiras diferentes...que muitas vezes ultrapassam ou ficam aquém das nossas próprias expectativas...
Que te faça sentir porque assim saberás que ela também sente...e que isso vos baste...

:))

Uma noite feliz hoje no lançamento do livro. Não posso estar aí, agora, infelizmente, mas deixei recadinho com a mel. Quero um livro autografado! Está encomendado através dela! :))
Beijinho GRANDE e mais uma vez, PARABÉNS!

Branca disse...

Olá amigo!
Hoje apenas viajo por aqui para te desejar umas festas repletas de amor,
paz, harmonia e equilíbrio!
Afinal, esta é de todas as festas a que mais toca o mundo, pois é um momento de reunião em pleno espírito de amor com aqueles que amamos...
É um momento de renascimento pessoal através da força do amor...
Vamos aproveita-lo para renascer! Fica bem! Beijinhos :)

NARNIA disse...

Brain
Como correu o lançamento do livro?
Conta :)))

nuvem disse...

Um beijo grande e os meus desejos de um Natal Feliz :)

Anónimo disse...

A Wife, e a Maria José, comentáram de certa forma o meu pensamento.
Quando o sentimento existe a cumplicidade, é a a linguagem em todas as suas formas.Falada, muda, tudo menos o vazio.
As palavras que nos beijam, o silêncio que nos fala, as palavras no nos ferem o vazio que nos "mata".
Quem sente com alma, já teve um pouco de tudo isto...
Quem dá o que sente, recebeu o melher dessa linguagem...
Bjs Flor