quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Vem


Vem,
Entra em mim com tudo de ti,
Não peças licença que já és da casa,

Vem,
Trás tudo o que tiveres de ti,
Tenho muitos espaços vazios para poderes ocupar,

Vem,
Deixa lá fora o que não quiseres,
Faz de mim o refúgio do teu existir,

Vem,
Que há muito te espero,
E tu já tardas,
Tanto...

VEM!

19 comentários:

Putty Cat disse...

Muitas vezes, sem espaço para existirem, esses espaços passam a ser um refúgio nosso.

Espaços esses, que tantas vezes julgamos desconhecer.

Espaços esses, tão longínquos e no fundo tão próximos.

Espaços, feitos de apelos...
Daqueles que vêm bem lá do fundo, do melhor de cada um de nós.

Do teu melhor.

Mais uma vez, perfeito.

Aqui deste lado, o meu Beijo para ti.

Maria José disse...

E ao chegares, sorri e senta-se ao pé de mim, poderia eu dizer. Em silêncio contaremos as histórias dos dias longe na memória.

LNeves disse...

Quando se ama, qualqer demora é tardia....

***MUAH*** linda imagem

Ana disse...

'Que distraído andas... Estou aqui!'

Está fabuloso o post.

Um abraço enorme, já tinha saudades.

Carol Barcellos disse...

Que convite difícil de resistir, com essa foto, então, hahaha!!!

Belíssimo post! Como já disse antes, o tom masculino que tens aqui neste blog é muito sensual, e ao mesmo tempo, elegante.

Beijos doces cristalizados!!! :o*

Ana disse...

E faz tudo mais sentido quando nesses espaços vazios deixamos toda a nossa essência...

Texto e imagem em perfeita sintonia
Beijinho
Fica bem

Som do Silêncio disse...

Brain...

Mas que pedido...!
Ninguém pode ficar indiferente a tal pedido...

Beijo grande

Claudia disse...

Tarda sempre, quando a ânsia é muita...

Beijos

Brain's Wife disse...

Irresistível!!!!!!!!!

Adorei.
Beijos
TUA

Jose disse...

Como sempre palavras simples e profundas.

Mais um Brain parabéns.


Aquele abraço.


José

Um Momento disse...

Indo :)

Belas palavras abraçados em vontades sentidas...

Beijo... em ti

(*)

nuvem disse...

Um poema bem mais curto do que habitualmente nos ofereces. Igualmente profundo.
Gostei muito.

Beijos

Sha disse...

E com tão pouco se diz tanto...!

Bjo grande
Sha

R Lima disse...

Te encontrei lá pelo Instantes de um louco e vim aqui te visitar.

Parece pela primeira impressão que põe doces palavras em forma expressiva a função de condutoras do seu ilustre pensar,

e isso me faz certamente voltar.

E se tanto queres que ela venha sim.

E virás..

Abçs,



Texto de hoje: AmiZadE...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

gasolina disse...

Brain,

Fazes-me sorrir...

Tão curto e tão exacto.
Como se o amor e o querer fossem uma ciência!

Adorei sim. Muito.

Beijos

Azul disse...

Dear Brain,

Que os passos de quem desejas sejam guiados até ti!

Beijo
Azul

Anónimo disse...

Simplesmente...lindo.
Fica bem.

Twlwyth disse...

Ser-se Casa, onde se abrem Janelas.

Belo Poema Brain.

Beijo

flor disse...

Tenho visitado o teu blog regularmente, é excelente!
Lindooo, simplesmente irresistivel....este poema!

Parabens